• 2 de abril de 2020

7 dicas práticas para acompanhar o cliente na Delegacia de Polícia

 7 dicas práticas para acompanhar o cliente na Delegacia de Polícia

7 dicas práticas para acompanhar o cliente na Delegacia de Polícia

Família liga, parente preso! Precisam de um advogado na delegacia! O que eu faço? Respira! Inspira! E não pira!

Anota aí as dicas que vão te ajudar a desenrolar a situação:

1. Pergunte à pessoa que te ligou qual motivo da prisão, assim você já tem ideia da situação. Ligue para a delegacia e tente confirmar as informações passadas a você por telefone, inclusive para mensurar valor dos seus honorários!

2. Ouça todos os fatos que família irá lhe passar. Pergunte se o preso tem antecedentes, filhos, se é casado, se trabalha, idade, se tem residência fixa, se possui algum problema de saúde (doença grave), etc. Isso é muito importante;

3. Leve procuração e contrato em branco para o caso de contratação imediata! Ter acesso fácil as suas petições é fundamental nessa hora;

4. Peça para falar com seu cliente. Pergunte tudo que aconteceu e ouça atentamente todos os detalhes. Pergunte como foram as condições de sua prisão, se já fez exame no IML, se já foi ouvido por autoridade policial e o oriente acerca do interrogatório, bem como audiência de custódia;

5. Verifique a legalidade do flagrante, se as formalidades foram respeitadas;

6. Leia os depoimentos de condutores, testemunhas e vitima;

7. Acompanhe o interrogatório e leia antes de seu cliente assinar.


Nos próximos dias vou lançar, em parceria com o Canal Ciências Criminais, o curso COMO ATUAR EM DELEGACIAS E PRESÍDIOS. Você pode garantir sua vaga desde agora preenchendo este formulário AQUI.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Então, siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Amanda Martins

Advogada criminalista