Noticias

Promotoria retira acusação de abuso sexual contra ator Kevin Spacey

Promotoria retira acusação de abuso sexual contra ator Kevin Spacey

Promotores do estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, retiraram nesta quarta-feira (17) a acusação de abuso sexual contra o ator Kevin Spacey. Conforme o promotor Michael O’Keefe, o caso foram retirado por causa da “indisponibilidade da vítima”. O ator de House of Cards, que perdeu o papel de protagonista da série após o caso, era acusado de ter abusado sexualmente de um jovem de 18 anos.

Em síntese, a acusação como um todo começou a dar sinais de fragilidade nas últimas semanas. Isso porque o jovem que acusou Spacey se recusou a falar sobre supostas mensagens de texto que teria enviado ao ator, alegando, na ocasião, o direito de não produzir provas contra si mesmo. De acordo com os advogados de Spacey, as supostas mensagens foram deletadas do celular do rapaz.

Caso tivesse sido condenado, o ex-ator de House of Cards poderia ter sido punido com até cinco anos de prisão. Além disso, seria cadastrado como criminoso sexual (sex offender) em um registro permanente. Mesmo com o processo retirado, Kevin Spacey está sendo investigado pela polícia do Reino Unido por ter, em tese, abusado sexualmente de seis homens em Londres entre os anos de 1996 e 2013.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.


Foto: AP Foto / Steven Senne

Autor

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.
Continue lendo
JurisprudênciaNoticias

STJ: é desnecessário que as degravações das escutas telefônicas sejam feitas por peritos oficiais

JurisprudênciaNoticias

STJ: não há ilegalidade no flagrante esperado

JurisprudênciaNoticias

STJ: a conduta do art. 28 da Lei 11.343/06 admite transação penal e suspensão condicional do processo

JurisprudênciaNoticias

STJ: assistente de acusação pode arrolar testemunhas, desde que respeitado o limite de 5 pessoas

Receba novidades em seu e-mail