Noticias

Homicídio qualificado: acusado de tentar assassinar deputada estadual e ex-repórter é julgado

No Fórum de São Vicente, no litoral de São Paulo, ocorre nesta terça-feira(24), o julgamento de Diego Nascimento Pinto, um dos acusados de envolvimento no atentado contra a deputada estadual Solange Freitas (União Brasil) em novembro de 2020. Na época do crime, a deputada era candidata a prefeita da cidade.

A tentativa de homicídio ocorreu na Avenida Monteiro Lobato, na Vila Voturuá, quatro dias antes das eleições municipais de 2020. O réu foi preso em 5 de fevereiro de 2023 e permanece sob custódia na Penitenciária Compacta de Tupi Paulista.

Leia mais:

Comando Vermelho: Marcinho VP lança livro sobre cumprimento de pena

Comissão bate o martelo e aprova punições a empresas envolvidas com exploração sexual de crianças

Acusado por tentativa de homicídio será interrogado

Conforme informações do Tribunal de Justiça de São Paulo, serão ouvidas cinco testemunhas de acusação e três de defesa. O réu também será interrogado. Diego enfrenta acusações de participação em tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe e com emprego de meio que dificultou a defesa da vítima.

canalcienciascriminais.com.br homicidio qualificado acusado de tentar assassinar deputada estadual e ex reporter e julgado tentativa de homicidio
Foto: Reprodução/Facebook

O advogado Ricardo Ponzetto, que representa Solange, explicou que o julgamento estava originalmente marcado para 10 de outubro, mas foi adiado para a data atual devido ao uso de uma prova pela defesa de Diego Nascimento Pinto que não estava anexada ao processo. Ele alegou: “O inocente não se cala; normalmente ele vem com todas as provas. Para nós, é uma medida que será discutida em plenário e será tranquilamente afastada.”

Mudanças na data do julgamento

Por outro lado, o advogado Mário Badures, que representa o acusado, afirmou que havia informado que utilizaria a prova durante o julgamento, mas a acusação protestou, alegando não ter tido tempo suficiente para se preparar para essa argumentação. Consequentemente, a decisão foi tomada para alterar a data do julgamento.

Badures declarou: “Temos certeza de que vamos comprovar a inocência do réu Diego no Tribunal do Júri de São Vicente. Hoje, o réu será submetido ao julgamento por seus pares, narrando todos os detalhes e provando que não teve qualquer envolvimento nesse crime.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo