• 26 de setembro de 2020

Advocacia home office: dicas úteis

 Advocacia home office: dicas úteis

Advocacia home office: dicas úteis

Com a pandemia do novo coronavírus, o home office para muitos advogados não é só uma opção, mas uma necessidade. Pensando nisso, elencamos a seguir algumas dicas que ajudaram esse profissional neste tipo de trabalho. 

A primeira dica é ao acordar, tome banho e se vista como se estivesse indo para o escritório. Aqui, muitos vão perguntar, mas o porquê disso se estou em casa?! Poxa, não faz sentido algum?! Calma, faz sim. Explicamos.

Advocacia home office

Ao fazer dessa forma, você, advogado, estará “dizendo” ao seu cérebro que apesar de estar em casa está comprometido com o trabalho.

De outro modo, se o advogado vai trabalhar de pijama ou vestindo outra roupa muito informal pode ser levado a dispersar de seu objetivo e até mesmo a esquecer que está em horário de trabalho. Ademais, pode ocorrer de o advogado ser surpreendido por uma videochamada de algum cliente e se estiver com o visual muito largado pode não transmitir a seriedade necessária a profissão. 

Nessa primeira dica convém esclarecer que o conselho para “se vestir como se estivesse indo para o escritório” não significa vestir roupas pesadas, chiques, caras. Não, não é isso! Você, advogado, pode vestir-se de forma apresentável com roupas confortáveis, leves e acessíveis, sem problema algum. O intuito dessa dica é mostrar que o simples ato de se trocar como se fosse para o escritório ajuda a entrar no “modo trabalho” e aumenta a concentração.

A segunda dica é: mantenha-se longe do sofá e da cama. Se possível, separe um cômodo ou um cantinho da casa para fazer às vezes do escritório. Dê preferência a locais silenciosos, arejados, iluminados e com pouca circulação.

A terceira dica é: mantenha seu ambiente de trabalho organizado e limpo, afinal é difícil manter o foco em um ambiente sujo e desorganizado. 

A quarta dica é: estabeleça um horário de trabalho e cumpra à risca. Informe a sua família que durante aquele horário você estará ocupado. Naquele período, não faça concessões, a menos que seja algo urgente e que não possa ser delegado para outra pessoa. 

A quinta dica é: não se isole. Sim, trabalhar em casa pode dar uma sensação de solidão, por esse motivo estabeleça interações com quem quer que seja que você trabalhe: seu chefe, colegas, clientes, parceiros profissionais. Faça reuniões por videoconferências, faça contato por videochamadas, envie áudios pelo WhatsApp.

A sexta dica é: quanto a alguns itens que não pode faltar no seu home office. São eles: notebook/computador, fone de ouvido, bloco de notas, calendário. 

A sétima dica é: encerre sua jornada de trabalho. Mesmo que trabalhe em casa tenha um horário para encerrar suas atividades. Se você decidiu que sua jornada de trabalho encerra às cinco da tarde, levante da cadeira nesse horário e vá se dedicar a família ou fazer alguma outra atividade da vida.

A dica final é: tenha paciência e resiliência. Não seja rígido consigo mesmo se as coisas não saírem inicialmente como o planejado. Lembre-se que qualquer processo de mudança no trabalho exige um tempo para adaptação.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Então, siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Grayce Kellen Pereira de Assis