- Publicidade -

Advogada é presa em SC por suspeita de ser mensageira dos chefes de facções

- Publicidade -

Uma advogada cearense foi presa em Santa Catarina, no Sul do Brasil, pela suspeita de ser uma mensageira dos chefes de uma facção criminosa que atua em sua terra natal.

- Publicidade -

Mensageira dos chefes 

Conforme afirmado pela polícia, a suspeita ia até o local onde os líderes criminosos estavam presos, colhia as informações e as repassava aos integrantes da facção que estavam soltos. O delegado responsável pelo caso, Wilson Camelo, da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco), afirmou que outra mulher também foi presa, suspeitando-se que esta atuava como “conselheira” da mesma facção. Disse Camelo:

As investigações começaram pelos policiais da Draco, foi uma investigação longa, mas em especial pelo núcleo de inteligência da Draco. Nós identificamos que após a prisão da Almerinda Marlon, uma conselheira de guerra de uma facção criminosa. A partir da prisão dessa mulher, chegamos no nome da advogada, e identificamos que ela estava servindo como mensageira para os criminosos, para as lideranças dessa facção criminosa.

A autoridade policial ainda afirma que era a advogada quem escolhia os locais de atuação dos traficantes:

- Publicidade -

Com o avançar das investigações pelo nosso núcleo de inteligência, identificamos que ela fazia esse papel de ir para dentro dos presídios conversar com as lideranças das facções e trazer orientações e recados para aqueles criminosos que estão em liberdade. Inclusive, relacionados a quem iria assumir determinados pontos de tráfico de drogas.

- Publicidade -

A advogada também foi indiciada pelo crime de receptação, já que foram apreendidos veículos em um imóvel da defensora com sinais de adulteração. Apesar de a indiciada estar presa preventivamente em Santa Catarina, o delegado já solicitou à Justiça sua transferência para um dos presídios do Ceará.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais


Clique AQUI para experimentar o nosso banco de jurisprudência defensiva


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais