- Publicidade -

Agente da PCDF é presa suspeita de perseguir três ex-namorados

- Publicidade -

Uma agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) foi presa, preventivamente, na noite da última sexta-feira (6), suspeita de perseguir ao menos três ex-namorados.

- Publicidade -

A agente é investigada pelo crime de stalking (perseguição, em inglês) e já havia sido detida três dias antes, após invadir a Corregedoria da Polícia Civil com o objetivo de impedir o depoimento de um ex-namorado.

A policial, todavia, foi liberada após assinar um termo circunstanciado.

A defesa da mulher informou que “não se manifesta sobre casos ainda em investigação”.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão da agente foi decretada a partir de “fatos apurados pela Corregedoria-Geral de Polícia (CGP), relacionados à apuração de crime de stalking praticado pela servidora”. A corporação também afirmou que “o caso cumpre os requisitos previstos em lei, como possibilidade de fuga e obstrução de provas”.

- Publicidade -

Segundo a investigação, a agente ligou 98 vezes para um dos ex-namorados em um único dia. Os registros de ocorrência datam de 2018, quando o homem conheceu a policial por meio de um aplicativo de relacionamentos.

Na Denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) consta que o casal saiu algumas vezes, mas a vítima passou a ser ameaçada e pediu para terminar o relacionamento.

- Publicidade -

Conforme o processo, em uma das conversas telefônicas, a policial falou que o ex-namorado “não sabia com quem estava mexendo” e que estava “mexendo com fogo”. As ameaças teriam chegado aos familiares do ex-namorado.

A mulher, que respondia em liberdade, foi sentenciada em março de 2020 e condenada por coação no curso do processo. Ela foi condenada à pena restritiva de direitos, mas recorreu da decisão.

Leia também

- Publicidade -

Depoimento de Pamella Holanda, ex-mulher de DJ Ivis, é divulgado

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais