- Publicidade -

Alunos de Medicina vão presos por fraudar documentos para entrar na faculdade

- Publicidade -

Estudantes de Medicina foram presos na quarta-feira (27) por suspeita de fraudar a documentação necessária para ingressar na faculdade. Segundo o delegado, os alunos poderão ser indiciados por associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falsa e perigo para vida de outrem. A polícia apurou que, por meio da fraude, ganharam bolsas de estudos financiadas com dinheiro público.

- Publicidade -

De acordo com as investigações da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), o esquema elaborado pelos alunos de Medicina envolvia a fraude contra o sistema de transferência externa, na qual estudantes oriundos de uma certa faculdade podem solicitar o ingresso nos cursos de graduação de outra, por meio de um processo seletivo diferente do vestibular, conforme a Lei nº 9.394/96.

Segundo o delegado responsável pelas investigações Danilo Fabiano Carvalho, foram apurados casos de alunos de Medicina que ingressaram no sexto período do curso, na Universidade de Rio Verde (UniRV), sem jamais ter de fato feito matrícula no curso em outra faculdade. O delegado afirmou o seguinte:

Grande parte dos suspeitos estudava no Paraguai e falsificou documentos de faculdades no Brasil para transferência para outras faculdades também no país. As instituições que foram alvo da falsificação informaram que eles nunca estudaram lá.

A universidade, em trecho de uma nota à impressa, disse o seguinte:

- Publicidade -

- Publicidade -

Assim que as confirmações de irregularidades foram sendo entregues à UniRV, entramos em contato com a autoridade policial competente, que assumiu o caso e nos orientou na continuidade dos procedimentos de transferência, de maneira a não atrapalhar os trabalhos de investigação. Diante da Deflagração da Operação Policial “Clandestinus” na data de hoje, a partir de agora, a UniRV tomará as devidas providências no âmbito administrativo (interno) para a expulsão daqueles que se matricularam indevidamente.

Leia também

Caso Henry: vídeo do elevador mostra menino desfalecido nos braços da mãe


 

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais