ArtigosDireito Penal

Análise das declarações de Rodrigo Janot sobre Gilmar Mendes

Canal Ciências Criminais
Rodrigo Janot

Análise das declarações de Rodrigo Janot sobre Gilmar Mendes

No mês do setembro amarelo, em que o assunto predominante passa a ser sobre o suicídio, uma notícia chamou atenção: Rodrigo Janot declarou que pretendia matar Gilmar Mendes e cometer suicídio após o ato.

O tema do suicídio passa a ser importante para o profissional da psicologia forense, que compreende os fenômenos humanos com relação à justiça e à criminalidade. O profissional terá que demonstrar as compreensões que possui sobre o tema e como, tecnicamente, pode auxiliar o juízo ou a investigação.

O ex-procurador, motivado por impulsos hétero-agressivos e auto-agressivos, revela como pretendia cometer um homicídio seguido por suicídio. Em sua ideação suicida, demonstra como no ato há um estreitamento da forma de pensar, que leva o sujeito a não encontrar outra saída possível para seu problema senão a morte, como um fim que o acolherá em seus desejos.

No seu delírio se esquece que, após sua morte, já não estará mais presente para vivenciar os efeitos do seu ato, revelando ainda a contradição de seus desejos – por um lado quer morrer e por outro viver após sua morte…

Mas o ex-procurador, retomando sua capacidade de pensar, encontrou uma outra possibilidade para seus desejos que não o fim trágico de cometer um homicídio seguido de suicídio.

Outro aspecto importante de considerar é que o fato da revelação feita pelo ex-procurador mostra como esses impulsos e dinâmicas estão presentes nos seres humanos, pois ninguém estaria imune a esses estados mentais e formas de pensar. Nem mesmo um Procurador-Geral da República…

Sendo esse aspecto ocorrido no ambiente político brasileiro, podemos estender ainda nossa análise para sociedades que podem ser consideradas como suicidas, do qual uma parte dela mata outra parte, e, infelizmente essa análise se aplica a realidade brasileira, permeada de desigualdades e injustiças do qual uma parte da população sobrevive da exploração e extermínio de outras camadas da população.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Autor
Mestre em Enfermagem Psiquiátrica. Professor convidado do Instituto Paulista de Estudos Bioéticos e Jurídicos. Psicólogo forense.
Continue lendo
Receba novidades em seu e-mail