NoticiasDireito Penal

Anderson Torres é mantido preso após audiência de custódia

O ex-ministro da Justiça de Bolsonaro, Anderson Torres, segue preso após passar por audiência de custódia. Ele era o secretário de Segurança do Distrito Federal e estava nos Estados Unidos no dia dos atos antidemocráticos em Brasília.

O advogado de Anderson Torres chegou ao batalhão da Polícia Militar pouco antes das 14h. Rodrigo Roca ficou no local por duas horas e saiu sem dar entrevista.

Ex-ministro da Justiça de Bolsonaro, Anderson Torres, segue preso

Depois da audiência de custódia realizada neste sábado, 14 de janeiro, o desembargador Airton Vieira considerou que não houve violações aos direitos de Torres, que a prisão foi legal e que, por isso, será mantida.

Por ser policial federal, o ex-secretário tem direito à prisão especial. Por ora, ele fica no 4º Batalhão da PM, em Brasília.

O depoimento de Anderson Torres ainda não foi marcado. A data será decidida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que decretou a prisão.

Torres é investigado por suspeita de omissão dolosa e criminosa nos atos antidemocráticos na Praça dos Três Poderes.

Fonte: Conjur

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo