Noticias

Ataque israelense a hospital em Gaza deixa um morto e vários feridos

Um ataque a um hospital em Gaza causa uma morte e várias feridas

O Exército de Israel atacou o hospital Nasser na cidade de Khan Younis, no sul de Gaza, resultando em uma morte e várias pessoas feridas. Israel afirma que o local era usado como base militar pelo grupo militante Hamas.

israel
Foto: Reprodução/Poder360

Leia mais:

Justiça decide: Mulher trans tem direito à prisão domiciliar em SC

Thaksin Shinawatra, ex-primeiro-ministro tailandês, será libertado em breve

Israel alega que o Hamas manteve reféns no hospital

O exército israelense afirmou que tinha “informações credíveis” de que o Hamas havia mantido reféns no hospital e que havia restos de outros reféns no local. Uma refém libertada confirmou à Associated Press que ela e outros 24 prisioneiros foram mantidos no Hospital Nasser.

Palestinos alegam que o hospital era um abrigo

Os palestinos, por outro lado, insistem que o local era usado como refúgio. Segundo a agência de notícias Reuters, mais de 2 mil pessoas estavam abrigadas no hospital durante o ataque. Um porta-voz do Hamas descartou as alegações dos israelenses, chamando-as de “mentiras”.

Imagens feitas pelo cidadão palestino Mohammed Harara capturaram o momento em que o ataque israelense começou. O ataque ocorreu na ala de ortopedia do hospital.

O cerco israelense ao hospital

O exército israelense cercou o hospital por aproximadamente 25 dias. Na terça-feira (13), o exército enviou um drone com uma mensagem pedindo que os palestinos deixassem o local.

As pessoas deslocadas foram forçadas a buscar outro abrigo em meio a tiroteios. O Ministério da Saúde de Gaza afirmou que várias pessoas foram mortas enquanto tentavam deixar o hospital Nasser.

Organização Mundial da Saúde expressa preocupação

O chefe da Organização Mundial da Saúde expressou profunda preocupação com a situação dentro e ao redor do hospital.

“Estamos profundamente preocupados com a segurança dos pacientes e do pessoal de saúde devido à escalada de hostilidades nas proximidades do hospital. A saúde deve ser protegida em todos os momentos”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Desde 22 de janeiro, a cidade de Khan Younis tem testemunhado uma invasão terrestre massiva por Israel, forçando seus residentes a procurar novos abrigos em meio aos bombardeios.

Situação em Khan Younis piora

Nos últimos tempos, a cidade de Khan Younis tem sofrido com a escalada do conflito entre Israel e o Hamas. Desde 22 de janeiro, a cidade tem sido palco de uma invasão massiva por terra por parte de Israel.

A necessidade de buscar novos abrigos em meio aos bombardeios tem aumentado o sofrimento dos residentes nesta região já devastada. Espera-se que a comunidade internacional intervenha para deter o derramamento de sangue e encontrar uma solução duradoura para a crise em Gaza.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo