• 11 de julho de 2020

André Peixoto de Souza

Doutor em Direito. Professor. Advogado.

Teses sobre homicídio (parte 2)

"Fato é que a verdade dos fatos ('o passado' = história) pertence a um mundo fenomênico IMPOSSÍVEL de ser resgatado no processo. NÃO EXISTE documento, depoimento, laudo, testemunho, álibi capaz de refazer por completo o que verdadeiramente ocorreu..."Leia Mais

O juízo: quando e como julgar (resenha)

"Essa é a última parte da resenha da terceira parte do livro 'Direito e Razão', de Luigi Ferrajoli. Após haver trabalhado o delito e a pena, o autor aponta sua artilharia crítica para os esquemas de julgamento, em perspectiva histórica e filosófica. A linha de partida é uma destacada análise..."Leia Mais

O delito: quando e como proibir (resenha)

"Continuo aqui o resumo da terceira parte do livro do Ferrajoli (Direito e razão), intitulado “O delito – quando e como proibir”. Menos que uma resenha, são anotações pessoais de leitura que vão agora para o canal. Na primeira parte o autor me lembra imediatamente de uma expressão atribuída..."Leia Mais

Teses sobre homicídio (parte 1)

"O desfecho do filme Estômago mostra o crime cometido por Raimundo Nonato: matou sua noiva e seu chefe. Íria, uma prostituta que inicia o namoro em troca da boa comida feita por Raimundo, possui uma única regra no ofício: não beijar na boca. Giovanni, chef de renome, dono de importante restaurante..."Leia Mais

Desacato ou maturidade política?

"No mês passado, ganhou mídia a detenção do palhaço cascavelense que, em praça pública, questionou ou mesmo criticou a atuação política do governador do Estado. Ato contínuo, Policiais Militares deram-lhe voz de prisão, e as cenas seguintes – filmadas por câmeras de telefones – correram redes sociais..."Leia Mais