• 28 de janeiro de 2020

Danielle Ortiz de Avila Souza

Pós-graduanda em Direito Penal e Processo Penal pela UniRitter Laurete International Universities de Porto Alegre/RS e Pesquisadora.

Quatro gigantes da alma: a Ira

Quatro gigantes da alma: a Ira Muito distante, na noite dos tempos, do negro ventre do medo, brotaram as rubras fauces da Ira. Esta rapidamente cresceu e se converteu no segundo gigante dos quatro que atenazam o homem e fazem de sua vida um perpétuo drama. (Emilio Mira Y López) Nisi orbe sine Irae (não […]Leia Mais

O “fascínio” da mídia por homicidas em série

O “fascínio” da mídia por homicidas em série Já reparou que a mídia e a sociedade, no geral, possuem um certo “fascínio” por criminosos seriais killers?  Esse “encanto midiático” já vem desde os tempos primórdios, principalmente nos meados do século XIX, em que houve um significativo aumento dos crimes em série. Com o crescente índice […]Leia Mais

Killerismo feminino

Killerismo feminino Pode-se dizer que, através das evidências de crimes analisados até hoje, o número de mulheres serial killers é predominantemente menor do que o dos homens, pois, muitas vezes, o killerismo feminino leva a questões psicossociais predisponentes enfrentados ainda na infância, como o abuso sexual, os maus-tratos e a rejeição, influenciando preeminentemente na fase […]Leia Mais

Maníaco do parque: análise psicopatológica e comportamental

Maníaco do parque: análise psicopatológica e comportamental Por Danielle Avila e Tiago Pedroso Todo crime é fotografia exata e em cores do comportamento do indivíduo.  Com essa brilhante explanação do médico psiquiatra Guido Palomba, damos início à análise do comportamento psicopatológico dos assassinos seriais, mais especificamente o estudo do perfil psicológico de Francisco de Assis […]Leia Mais

Bem-estar animal nas práticas de vaquejada: um tanto contraditório, não? 

Bem-estar animal nas práticas de vaquejada: um tanto contraditório, não?  Vaqueiros montados no cavalo puxando o boi pelo rabo até fazê-lo estatelar-se no chão. Onde está a aplicabilidade do bem-estar animal em tal prática? Na verdade, não o encontrei! Não há o que chamar de patrimônio cultural ou qualquer outro codinome quando há maus tratos […]Leia Mais

Assédio sexual sob o prisma psicojurídico

Assédio sexual sob o prisma psicojurídico Cada vítima possui uma particularidade ao lidar com o assédio sexual. Para umas, a dor, a humilhação e a agressão possuem uma dimensão muito maior do que para outras. Contudo, o que não se pode negar é que o perfil do assediador possui uma mesma característica, qual seja: a […]Leia Mais

Como diagnosticar um homicida em série?

Como diagnosticar um homicida em série? Nem sempre a loucura leva ao crime. Mas o crime pode levar à loucura. – Ilana Casoy A possível identificação exata de um homicida em série é um tanto duvidosa, já que a mente humana não possui uma “fórmula” a ser seguida, tendo cada uma suas características e particularidades. […]Leia Mais

O bullying e sua responsabilização perante a lei brasileira

O bullying e sua responsabilização perante a lei brasileira Insultos, críticas, apelidos, agressões, ameaças, falta de regras e empatia. O bullying está se tornando cada vez mais comum entre jovens e crianças brasileiras. Os chamados bullies costumam ter comportamentos antissociais e delinquentes, tratando suas vítimas com indiferença, intimidação e humilhação. A escola é um ambiente […]Leia Mais

Abuso sexual intrafamiliar contra crianças e adolescentes

Abuso sexual intrafamiliar contra crianças e adolescentes O abuso sexual é uma forma de agressão que busca o controle sobre a sexualidade da vítima através de uma relação de poder, impetrado geralmente por pessoas próximas, como pais, padrastos, irmãos ou avós. Trata-se de uma violência que envolve duas desigualdades básicas: de gênero e de geração. […]Leia Mais