• 26 de maio de 2020

Douglas Cristian Silva Frezza

O fascínio pelo assassino

O fascínio pelo assassino. De toda a multiplicidade de realizações humanas, matar é provavelmente o ato mais audacioso de todos. Nas sociedades civilizadas, a restrição é tão severa que aquele que o pratica é visto como alguém desprovido de sanidade. Não seria exagero tachá-lo de “corajoso”. Ao decidir e consumar a destruição do semelhante, o […]Leia Mais