• 13 de dezembro de 2019

Ezequiel Vetoretti

Advogado criminalista

Em caso de nulidade, quebre o vaso

Em caso de nulidade, quebre o vaso Conta a lenda que após a morte do Rei, seu filho – de apenas cinco anos de idade – assumiria o trono e necessitaria, evidentemente, de amparo e segurança. Para tanto, foram convocados os melhores guerreiros do país para concorrerem ao honroso cargo de Guarda do novo Rei. […]Leia Mais

Memória humana: um desenho da realidade

Memória humana: um desenho da realidade A prova testemunhal é o meio de prova mais utilizado no processo de competência do Tribunal do Júri. Ao ler o texto do querido amigo e colega Marçal Carvalho na coluna da semana passada – a quem desde já rendo minhas homenagens e agradeço pelo carinho que me foi […]Leia Mais

Há espaço para elegância nos debates do Tribunal do Júri?

Há espaço para elegância nos debates do Tribunal do Júri? Definitivamente não sou um bom escritor de artigos. Até gosto de escrever peças processuais, me debruçar sobre um processo e escrever nos autos, porém com artigos e demais textos não me saio bem. Admiro os bons escritores que conseguem escrever de forma bonita e envolvente […]Leia Mais