• 26 de janeiro de 2020

Felipe Rocha de Medeiros

Pós-Graduando em Ciências Criminais. Advogado criminalista.

Advocacia artesanal é um exercício mental constante

Advocacia artesanal é um exercício mental constante Muito se fala em advocacia artesanal e em seus benefícios para o cliente, assim como a necessidade de que o advogado pratique essa forma de advocacia como forma de se diferenciar dos seus concorrentes. A advocacia artesanal consiste em adotar soluções e estratégias únicas para cada caso, diferenciando-se […]Leia Mais

5 diferenças entre advogados particulares e defensores públicos

5 diferenças entre advogados particulares e defensores públicos Um dos questionamentos que mais passa pela cabeça de alguém que está sendo investigado ou processado criminalmente é: existe diferença entre advogado particular e defensor público? Vale a pena pagar pelo advogado particular? Antes de tudo, devo esclarecer que o artigo reflete uma opinião pessoal baseada em […]Leia Mais

A visita íntima deve ser proibida?

A visita íntima deve ser proibida? O direito à visita íntima é permeado por polêmicas, as quais extrapolam a discussão meramente jurídica e adentram as consequências práticas das visitas. Apesar de não possuir previsão legal expressa, a visita íntima se consolidou através de práticas adotadas informalmente em presídios. Neste artigo, apresentarei um pequeno panorama histórico, […]Leia Mais

O caso Moro-Dallagnol e o clamor dos punitivistas por garantias

O caso Moro/Dallagnol e o clamor dos punitivistas por garantias Os operadores jurídicos do Direito Penal podem ser divididos em duas categorias muito genéricas: os punitivistas e os garantistas. Em termos também muito genéricos, podemos definir os punitivistas como aqueles que clamam pela ampliação do Direito Penal: penas mais duras, tipos penais mais abrangentes e […]Leia Mais

5 dicas para melhorar ainda mais as suas petições

5 dicas para melhorar ainda mais as suas petições Em continuidade ao artigo “5 dicas para melhorar as suas petições”, esse artigo contém dicas pessoais, ou seja, não são regras absolutas e estão abertas para críticas e complementações. Caso não tenha lido o artigo anterior, recomendo que o faça antes de prosseguir na leitura. 1. […]Leia Mais