• 7 de julho de 2020

Guilherme M. Pires

Doutor em Direito Penal (UBA). Advogado.

Sociedades de Controle e Aprisionamento de VIPs

Sociedades de Controle e Aprisionamento de VIPs “Mas, é melhor a ausência de luz do que uma luz trêmula e incerta, servindo apenas para extraviar aqueles que a seguem. Não é em vão que o povo percorreu uma longa carreira histórica e que pagou seus erros por séculos de miséria.” – Mikhail Bakunin A rápida […]Leia Mais

Criminologia crítica e o recuo dos “abolicionistas penais” moderados

Criminologia crítica e o recuo dos “abolicionistas penais” moderados “Hoje, quais serão as potências de revolta nas práticas abolicionistas?” – Acácio Augusto O pesquisador AUGUSTO (2013), abolicionista penal, sublinha, entre as décadas de 1960 e 1970, o emergir de ruídos contundentes abarcando a possível (e desejável) abolição imediata das prisões; destaca, além dos anarquistas, pensadores […]Leia Mais

Simular a contenção do poder é o segredo da dominação

Simular a contenção do poder é o segredo da dominação “Estamos cercados pelos mortos que ocupam posições de poder porque, de maneira a obter esse poder, é necessário que morram.”  – Charles Bukowski O título “Simular a contenção do poder é o segredo da dominação” remete a uma brincadeira com frase de Luís Alberto Warat: […]Leia Mais

Direito Penal e retórica de contenção do poder punitivo

Direito Penal e retórica de contenção do poder punitivo Nós, que lutamos contra a ditadura militar, devemos encarar o fato que a democracia que ajudamos a construir tortura e mata mais do que o ciclo militar. - Vera Malaguti Batista Como resumiu o abolicionista AUGUSTO (2018) em escrito (prefácio) recente, o Direito é o mundo […]Leia Mais

Grades, polícia e miséria na ilha-capital do Espírito Santo

Vitória – Espírito Santo, frequentemente descrita como uma capital maravilhosa na região Sudeste do país, é também uma das que mais imprime contradições monstruosas acerca da qualidade de vida invejável vendida, figurando em rankings internacionais e alçando destaques como péssima cidade para negros, gays, mulheres; cidade-capital da depressão, dos suicídios, da melancolia, gosmificada da morte […]Leia Mais

Autoridades jogando com vidas no Espírito Santo

Autoridades jogando com vidas no Espírito Santo Na queda de braço entre governo e polícia militar (e sua “greve” considerada ilegal), borbulham narrativas sensacionalistas que elencam qualquer desses como vítima. Agem como se numa grande mesa de poker, fazendo suas apostas e blefes (enquanto brincam com vidas), típico dos que naturalizaram e cristalizaram em si […]Leia Mais

Guerra às drogas

Guerra às drogas Passados exatos 10 anos do começo de minhas pesquisas sobre a questão das drogas e criminalização da juventude pobre no Rio de Janeiro, o sentimento de esgotamento do tema aparece de novo para mim. Tenho falado disso em recentes escritos: nada de novo no front. A metáfora bélica se encaixa como uma […]Leia Mais