• 7 de abril de 2020

Marcos Paulo Silva dos Santos

A paciência é a chave no Tribunal do Júri

A paciência é a chave no Tribunal do Júri Dizia santo Agostinho que “a paciência é companheira da sabedoria”, expondo que ela seria uma das qualidades mais admiradas do homem. Contudo, ainda que seja admirada, poucos homens possuem a arte de trabalhar esse instinto. Em contraste, escutei de uma advogada que “a paciência é a […]Leia Mais

A arte de praticar a empatia na arena dos argumentos

A arte de praticar a empatia na arena dos argumentos Já diria Luis Nassif: “de fato o júri é teatro” – expondo como tornou-se consueto comparar uma obra cinematográfica a um Tribunal de Júri. Todavia, não estava errado, porquanto não deixa de ser. Bravos gladiadores travam batalhas nas arenas dos fóruns, que ora comparo a […]Leia Mais