• 24 de outubro de 2020

Maria Cândida Nascimento

Mestranda em Direito Público pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Maus-tratos a animais em rodeios: o bem-estar pode ser garantido?

Maus-tratos a animais em rodeios: o bem-estar pode ser garantido? Afirmar a existência de maus-tratos em práticas como os rodeios pode ensejar inúmeras irresignadas manifestações por parte daqueles que defendem a necessidade de sua perpetuação. Os argumentos a favor são evidentemente contundentes, como a existência de empregos e comércio específico para suprir os eventos e […]Leia Mais

Matar um animal é crime?

Matar um animal é crime? Não são raras as vezes em que ouvimos falar de animais domésticos que foram mortos por um determinado indivíduo ou até mesmo por agentes do Estado, fato corriqueiro principalmente em cidades interioranas, onde o controle, a investigação e a punição por eventuais crimes pode ser mais difícil. Essa questão é […]Leia Mais

A liberação da caça: necessidade ou futilidade?

A liberação da caça: necessidade ou futilidade? A inserção de espécie exótica em território diverso de seu habitat natural é uma grave questão ambiental. Esse fato vem causando discussões há algum tempo no Brasil, tendo em vista a superlotação da espécie exótica javali-europeu. Os javalis são originários da Europa, África e Ásia, mas foram introduzidos […]Leia Mais

Manifestação cultural (não) é cruel?

Manifestação cultural (não) é cruel? Nada enseja mais discussão do que falar em conflito de direitos fundamentais, principalmente quando se está questionando direitos arraigados em práticas culturais. Uma recente discussão envolvendo manifestação cultural é aquela proveniente da prática da vaquejada, que foi julgada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano de 2016, mas autorizada […]Leia Mais

A exportação de animais vivos sob a perspectiva criminal

A exportação de animais vivos sob a perspectiva criminal Animais são retirados das fazendas e colocados em caminhões apertados. São transportados em viagens que podem durar mais de 24 horas, sem receber água ou comida. São colocados dentro de navios cuja estrutura é totalmente inadequada para receber seres vivos. Permanecem lá por vários dias, até […]Leia Mais