• 30 de outubro de 2020

Paula Yurie Abiko

Graduanda em Direito. Integrante da Comissão de Criminologia Crítica do Canal Ciências Criminais.

A determinação dos papéis na colaboração premiada

A determinação dos papéis na colaboração premiada Na colaboração premiada, é fundamental analisar as funções desempenhadas pelas partes até o momento da homologação do acordo, ressaltando a importância de resguardar os direitos e garantias dos Colaboradores e Delatados, bem como analisar a função dos Juízes, Delegados de Polícia, Ministério Público e demais envolvidos. O Colaborador […]Leia Mais

A valoração das provas na colaboração premiada

A valoração das provas na colaboração premiada A colaboração premiada é um meio de obtenção de prova, conforme dispõe a lei nº 12 850/2013, no qual os colaboradores irão contribuir por meio de provas, documentos e testemunhas na persecução penal sendo proporcionados prêmios e benefícios de acordo com a colaboração processual penal nos casos investigados. […]Leia Mais

O contraditório e ampla defesa na colaboração premiada

O contraditório e ampla defesa na colaboração premiada Para que a homologação dos acordos de colaboração premiada sejam legais e válidos, devem ser observados a presença obrigatória da defesa técnica, do contraditório e devido processo legal em todas as fases processuais. Os acordos e a homologação da colaboração necessitam observar os parâmetros da legalidade para […]Leia Mais

Colaboração premiada: entre a eficácia e as garantias

Colaboração premiada: entre a eficácia e as garantias No que tange a eficácia dos acordos de colaboração premiada e as garantias constitucionais, mostra-se evidente a tensão entre o instituto e os direitos fundamentais em face das questões suscitadas. Nesse sentido reflete VASCONCELLOS: Por um lado, em termos materiais, mostra-se profundamente questionável a possibilidade de oferecimento […]Leia Mais