Noticias

Para os fãs de true crime: biografia revela todos os detalhes macabros de Charles Manson e sua seita

Conheça a perturbadora história de Charles Manson e sua seita criminosa em detalhes

Durante a década de 1960, os Estados Unidos foram aterrorizados por Charles Manson e sua seita criminosa, a Família Manson. Embora Manson não tenha cometido todos os crimes pessoalmente, sua ideologia foi responsável por uma série de assassinatos brutais, incluindo o da atriz Sharon Tate. Ao longo dos anos, a história se tornou tema de filmes e livros, e em 2016, a editora Darkside lançou a obra “Manson: A biografia” de Jeff Guinn, que oferece um olhar aprofundado na vida deste notório criminoso.

Nascido em 12 de novembro de 1934, Charles Milles Maddox nunca conheceu seu pai e adotou o sobrenome Manson de um breve casamento de sua mãe. Manson viveu grande parte de sua infância com sua avó e seu tio, que o maltratavam constantemente. Manson passou por uma série de reformatórios e ao longo de sua vida, tornou-se um manipulador habilidoso com grande interesse em temas religiosos e científicos.

LEIA MAIS:

Quais são os crimes de trânsito e suas consequências? Saiba tudo aqui

Cuca, Daniel Alves e Robinho: Saiba qual a atual situação e perspectivas dos envolvidos em casos de violência sexual

Como surgiu a Família Manson?

Em 1967, aos 32 anos, Manson começou a recrutar jovens “hippies” (principalmente mulheres) para formar sua seita criminosa. A Família Manson era composta por jovens oriundos de famílias ricas que não tinham bom relacionamento com seus pais e optavam por viver nas ruas da Califórnia. O grupo estabeleceu-se no Spahn Ranch, um antigo set de filmagens próximo a Los Angeles, onde adotaram um estilo de vida peculiar baseado no uso de drogas como o LSD e em crenças ocultistas.

mason young
Para os fãs de true crime: biografia revela todos os detalhes macabros de Charles Manson e sua seita 3

Por que a Família Manson cometeu assassinatos brutais?

Manson tinha o sonho de se tornar músico e acreditava que o “White Album” dos Beatles, lançado em 1968, era um sinal para que seu plano de guerra racial fosse colocado em prática. Em 1969, após a ausência de novos sinais de confronto, Manson convenceu sua seita a provocar uma guerra racial, na qual os negros venceriam. Para isso, teriam que assassinar pessoas brancas influentes e atribuir os crimes à resistência negra.

A morte de Sharon Tate e as consequências

Los Angeles foi palco de uma série de assassinatos brutais, como o de Sharon Tate e seus amigos, no dia 9 de agosto de 1969. Na noite seguinte, o mesmo grupo invadiu a casa do casal Rosemary e Leno LaBianca e os matou. Os membros da Família Manson foram presos e Manson foi condenado à prisão perpétua por ser o líder da seita responsável pelos crimes.

A biografia “Manson: A biografia” de Jeff Guinn é um retrato sombrio de Charles Manson e oferece uma visão única da vida caótica, regada a sexo, drogas e rock’n’roll, em que ele se envolveu. Por meio de anos de pesquisa, Guinn desvenda detalhes perturbadores da vida de Manson e como sua mente doentia funcionava.

Charles
Para os fãs de true crime: biografia revela todos os detalhes macabros de Charles Manson e sua seita 4

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo