Noticias

Em prantos, Bolsonaro afirma que operação da PF em casa foi para “ESCULACHAR”

Hoje (3/5), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que não cometeu qualquer tipo de fraude relacionada à vacinação contra a Covid-19. A declaração ocorreu após a Polícia Federal (PF) realizar uma operação na residência do ex-mandatário, visando investigar possíveis irregularidades nos dados de imunização. De acordo com Bolsonaro, essa operação teve como objetivo “esculachar” a ele e sua família.

O ex-presidente se mostrou aborrecido com a ação policial e questionou o motivo de terem ido à sua casa, argumentando que poderiam ter feito as perguntas diretamente a ele. Além disso, destacou a pressão sofrida por sua família, considerando-a “desumana”.

Leia mais:

PF apreende celulares de Jair Bolsonaro e Michelle em operação autorizada pelo STF

Tiktoker simula prisão e faz apologia ao crime: investigação revela cenário montado em barbearia

Bolsonaro reforça que não recebeu a vacina

Após a operação conduzida pela PF, Jair Bolsonaro reiterou que não tomou a vacina contra o coronavírus e negou a falsificação de dados. Ele afirmou que nenhum tipo de adulteração ocorreu por parte dele e ressaltou que nem ele nem sua filha de 12 anos receberam a vacina. Já sua esposa, Michelle Bolsonaro, se vacinou nos Estados Unidos.

O que motivou a operação da Polícia Federal?

Na manhã da última quarta-feira, o ex-presidente Jair Bolsonaro foi alvo da Operação Venire, que investiga o envolvimento dele com uma associação criminosa acusada de fraudar dados de vacinação contra a Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde.

Segundo a investigação, os cartões de imunização do ex-mandatário e de sua filha Laura teriam sido alterados. Além da busca, a PF intimou Bolsonaro para prestar depoimento na sede da corporação em Brasília, o que foi recusado por ele.

Repercussão do caso

A operação gerou diversos questionamentos e debates a respeito da atuação do ex-presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista concedida em frente à sua casa em Brasília, Bolsonaro afirmou que está surpreso com a ação e que nunca declarou ter recebido a vacina. Segundo ele, tudo está sendo feito para criar fatos contra sua pessoa e prejudicá-lo politicamente.

Analistas políticos e jurídicos afirmam que o caso deve continuar a causar polêmica e dividir opiniões, principalmente devido à postura de Bolsonaro em relação à vacinação durante seu governo. No entanto, apenas as investigações poderão confirmar se houve realmente algum tipo de fraude ou adulteração nos dados de vacinação do ex-presidente e de sua família.

https://www.youtube.com/watch?v=skMc16Is-ws

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo