Noticias

URGENTE: Bolsonaro apresenta queixa-crime no STF contra Lula

Bolsonaro acusa Lula de difamação e injúria no STF

Nesta terça-feira (24), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) apresentou uma queixa-crime contra o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Supremo Tribunal Federal (STF). Bolsonaro acusa Lula de difamação e injúria relacionadas a comentários feitos sobre a propriedade de uma suposta mansão do irmão do ex-auxiliar de ordem, Mauro Cid.

De acordo com os advogados de Bolsonaro, Lula teria intencionado manchar a honra de seu antecessor. A defesa salienta que a postura de Lula contra Bolsonaro é reincidente desde o início de seu mandato presidencial.

bolsonaro
Imagem: Exame

Leia mais:

Exército bate o martelo e libera militares após furto de metralhadoras

Crime organizado: Presidente Lula analisa ataques no RJ e identifica problema crônico; saiba qual

Entenda a acusação

As declarações polêmicas de Lula foram feitas durante o lançamento da Lei Paulo Gustavo, em Salvador, em maio deste ano. Em seu discurso, Lula fez uma alusão velada entre Bolsonaro e uma mansão milionária nos Estados Unidos, supostamente pertencente a Mauro Cid. Na ocasião, Lula exclamou: “Agora mesmo, acabaram de descobrir uma casa, uma casa de US$ 8 milhões do ajudante de ordens do Bolsonaro.”

Além disso, Lula insinuou que a propriedade luxuosa de 8 milhões de dólares não seriam para o ajudante de ordens, mas sim para o próprio Bolsonaro.

Dúvida paira no ar: Bolsonaro é dono da mansão?

Ao ser questionado pela CNN, Jair Bolsonaro negou a posse de uma propriedade nos Estados Unidos em nome de Mauro Cid, assegurando que processaria Lula em tribunal.

Na queixa apresentada ao STF, os advogados de Bolsonaro requerem que Lula publique uma retratação em suas redes sociais e enfrente um processo por injúria e difamação.

A defesa de Jair Bolsonaro se pronuncia

Segundo os advogados do ex-presidente, o imóvel nunca pertenceu a Bolsonaro. Eles argumentaram que a mansão foi adquirida por 1,7 milhões de dólares por uma empresa do irmão de Mauro Cid, o empresário Daniel Cid residente no sul da Califórnia.

A defesa afirma que o patrimônio de Daniel Cid é legítimo e não foi adquirido de maneira ilícita. Além disso, eles reforçaram que Daniel Cid ou Mauro Cid não têm qualquer relação com Bolsonaro.

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República declarou que não comentaria sobre o caso.

Fonte: CNN

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo