• 29 de setembro de 2020

Brasil teve mais de 65 mil homicídios em 2017, revela Atlas da Violência

 Brasil teve mais de 65 mil homicídios em 2017, revela Atlas da Violência

Brasil teve mais de 65 mil homicídios em 2017, revela Atlas da Violência

O Brasil teve 65.602 pessoas assassinadas em 2017. Pela primeira vez em sua história, o país atingiu o patamar de 31,6 homicídios por 100 mil habitantes. É o que revela o novo Atlas da Violência. O documento, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, foi disponibilizado integralmente nesta quarta-feira (5).

Crescimento do número de homicídios

Em síntese, o estado com maior crescimento no número de homicídios em 2017 foi o Ceará. O estado registrou alta de 49,2% e atingiu o recorde histórico de 5.433 mortes violentas intencionais, causados por armas de fogo, droga ilícita e conflitos interpessoais. No Acre, a variação foi de 42,1% em 2017, totalizando 516 homicídios – considerando-se o período de 2007 a 2017, o número de homicídios subiu 276,6% no estado.

Perfil das vítimas

De acordo com o Atlas da Violência, este é o perfil dos indivíduos com mais probabilidade de morte violenta intencional no Brasil: homem jovem, solteiro, negro, com até sete anos de estudo e que esteja (parado ou transitando) na rua nos meses mais quentes do ano entre 18h e 22h. Ainda conforme o estudo, os homicídios respondem por 59,1% dos óbitos de homens entre 15 a 19 anos no país.

Pesquisadores

Estiveram envolvidos na confecção do Atlas da Violência os seguintes pesquisadores:

  • Daniel Cerqueira – Pesquisador (coordenador) (Ipea)
  • Renato Sergio de Lima – Pesquisador (FBSP e FGV)
  • Samira Bueno – Pesquisadora (FBSP)
  • Cristina Neme – Pesquisadora (FBSP)
  • Helder Ferreira – Pesquisador (Ipea)
  • Paloma Palmieri Alves – Pesquisadora (Ipea)
  • David Marques – Pesquisador (FBSP)
  • Milena Reis – Pesquisadora (Ipea)
  • Otavio Cypriano – Pesquisador (Ipea)
  • Isabela Sobral – Pesquisadora (FBSP)
  • Dennis Pacheco – Pesquisador (FBSP)
  • Gabriel Lins – Pesquisador (Ipea)
  • Karolina Armstrong – Estagiária (Ipea)

Acesse o Atlas da Violência

Clique AQUI para acessar a íntegra do Atlas da Violência 2019.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais, incluindo novas notícias sobre o Atlas da Violência?

Então, siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.