Noticias

Brasileiro que matou três mulheres em Portugal é condenado; réu escondeu os corpos e fugiu para o Brasil

A terrível história de triplo feminicídio e ocultação de cadáveres em Portugal

Em 1º de fevereiro de 2016, na localidade de Tires, distrito de Cascais, Portugal, o brasileiro Dinai Alves Gomes assassinou sua namorada, a irmã dela e a companheira desta, ocultando os corpos de maneira macabra.

Relacionamento conturbado 

Morando em Portugal desde 2004, Dinai trabalhava como encarregado geral do Canil e Gatil Quinta Monte dos Vendavais, em Tires. Apesar de ter uma companheira e filha no Brasil, ele iniciou um relacionamento tumultuado com Michele Santana Ferreira, imigrante que chegou a Portugal em 2008. Testemunhas relataram ameaças de morte feitas por Dinai, especialmente se Michele engravidasse.

Leia Mais:

Suzane Richthofen teria encontrado pai de sua filha no Tinder; veja como usou o app

Suspeito de atirar contra três palestinos é preso nos EUA

O brasileiro foge para o Brasil 

canalcienciascriminais.com.br brasileiro que matou tres mulheres em portugal e condenado reu escondeu os corpos e fugiu para o brasil brasileiro1
Imagem: Reprodução

Após a chegada da irmã de Michele, Lidiana Neves Santana, em novembro de 2015, as vítimas se mudaram para a casa do acusado. Entretanto, 48 horas mais tarde, a parceira de Dinai no Brasil comunicou-lhe que estaria chegando a Portugal no começo de fevereiro. Diante disso, no amanhecer do primeiro dia do mês, logo após Michele sair para o emprego, o suspeito tirou a vida de Thayane e Lidiane, escondendo os corpos dentro de uma fossa séptica que ele mesmo havia construído no canil.

O brasileiro simulou a normalidade após os assassinatos, inclusive informando a empregadora de Michele sobre a suposta morte da mãe dela. No dia 22 de fevereiro, alegando o falecimento da sogra, ele anunciou sua volta ao Brasil, efetivando a fuga no dia seguinte.

Descoberta dos corpos e julgamento

Os corpos das vítimas do brasileiro só foram encontrados seis meses depois, durante a manutenção da fossa séptica. Em um julgamento perante o Tribunal do Júri da Justiça Federal, o Ministério Público Federal obteve a condenação de Dinai Alves Gomes por triplo feminicídio e tripla ocultação de cadáver.

Pena imposta e recurso do MPF

Os jurados condenaram Dinai por todas as qualificadoras, mas a pena total estabelecida foi de 36 anos e 10 meses de reclusão. O MPF planeja recorrer, argumentando que a pena não condiz com a gravidade dos crimes hediondos cometidos, que resultaram na morte de três jovens mulheres.

Prisão e atual situação do réu

Preso desde 5 de setembro de 2016, o brasileiro Dinai Alves está detido no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves (MG), desde março de 2022.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo