NoticiasDireito Penal

Brasileiro elogia cão nos EUA, mas é morto após reação do dono

Um indivíduo brasileiro foi morto em Oakland, nos Estados Unidos, depois de elogiar um cachorro. O dono do animal reagiu ao elogio e disparou à queima-roupa. Matheus Martines Gaidos, de 27 anos, trabalhava como entregador de flores. Ele residia nos EUA há cinco anos, mas planejava retornar ao Brasil em dois meses. No dia 22 de junho, enquanto realizava uma entrega na cidade de Oakland, Califórnia, o brasileiro se aproximou de um casal acompanhado de um cachorro.

Leia mais:

Madeleine McCann: Nova análise em Portugal não traz avanços significativos na investigação

Cuca, Daniel Alves e Robinho: Saiba qual a atual situação e perspectivas dos envolvidos em casos de violência sexual

Segundo informações da Record, Matheus fez um elogio ao animal, porém o dono reagiu de forma negativa, iniciando uma discussão. Durante o confronto, o homem agrediu o brasileiro com um tapa, o que levou o entregador a jogar as flores no rosto do agressor. Em seguida, o homem sacou uma arma e atirou à queima-roupa. Apesar dos esforços para socorrê-lo, Matheus não resistiu às lesões. O atirador e a mulher que o acompanhava foram detidos pela polícia americana.

canalcienciascriminais.com.br brasileiro elogia cao nos eua mas e morto apos reacao do dono brasileiro
Fonte: Terra

A mãe do brasileiro viajou para os EUA ao receber a notícia da morte de seu filho Matheus

Isabel Martines, mãe de Matheus, viajou para os EUA ao receber a notícia da morte de seu filho. Em entrevista à Record, ela expressou sua angústia pela falta de contato da polícia até para reconhecer o corpo, relatando que o detetive responsável estaria de folga e só poderia atendê-los na terça-feira às 8 horas. O UOL entrou em contato com o Itamaraty e aguarde uma posição oficial.

Isabel Martines, durante entrevista à Record, descreveu o ocorrido como cruel e sem motivo. Ela enfatizou que o atirador saiu de sua residência e atirou contra o primeiro indivíduo que encontrou, acrescentando que nada pode trazer seu filho de volta, mas ela mantém a fé de que a justiça será feita. Suzi Martines, tia de Matheus, em entrevista à Record, mencionou que ele se mudou para São Francisco devido ao medo da violência no Brasil, e lamentou o trágico incidente que ocorreu com ele.

Fonte: DIÁRIO

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo