Noticias

Brasileiro suspeito de matar namorada é preso na Costa Rica pela Interpol

O crime aconteceu em abril deste ano

A Interpol realizou, no último domingo (13), a prisão do brasileiro  Alef de Souza, de 29 anos, acusado de ter matado a namorada Rafaella Cristina Miranda em abril deste ano. O acusado era procurado desde abril e foi preso na Costa Rica.

Após a prisão de Alex, a irmã da vítima falou sobre o caso:

“Eu faço uma oração todos os dias às 18h. Na hora que terminei, recebi a notícia da polícia de que ele havia sido preso. É uma sensação maravilhosa ver isso acontecer. Houve muito empenho da Polícia Civil e da Interpol. Em abril de 2022, ele tentou matar uma mulher em São Paulo e, neste ano, infelizmente ele conseguiu consumar um feminicídio. Que a justiça seja feita”.

namorada
Rafaella Cristina Miranda e Alef de Souza. Imagem: Rádio Itatiaia

Leia mais:

Caso Irmãos Menendez: por que eles mataram brutalmente os pais?

Goleiro Bruno leva indenização de R$ 30 mil por capa de livro sobre Eliza Samúdio

Suspeito matou a namorada por estrangulamento e uso de drogas

O caso aconteceu em Ipatinga, no Vale do Aço (MG), e de acordo com a Polícia, a vítima foi morta dentro da própria casa. O suspeito chegou a ligar para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) afirmando que a namorada havia perdido a vida ao injetar cocaína no corpo.

Porém, o decorrer das investigações apontaram que, na verdade, Rafaella foi estrangulada, e só depois Alef teria introduzido a droga no corpo da namorada. O procedimento provocou uma intoxicação aguda que rompeu os vasos cerebrais resultando na morte da vítima.

Ao chegarem no local, os socorristas encontraram a casa de Rafaella aberta e a vítima caída perto do sofá. A polícia foi acionada, e observou em outros cômodos da casa respingos de sangue que indicavam ter havido uma luta corporal.

Fonte: O tempo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo