Noticias

Saiba quem é o homem que sentou na cadeira de Alexandre de Moraes no 8 de janeiro

Identificado o extremista que invadiu o STF e sentou na cadeira do ministro Alexandre de Moraes

A Polícia Federal prendeu João Claudio Tozzi na última quinta-feira (09/11), em Engenheiro Beltrão, Paraná. Tozzi, natural de Goioerê, é acusado de participar dos distúrbios antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023, em Brasília, episódio que recebeu atenção especial do Ministro Alexandre de Moraes. Neste dia, extremistas ocuparam pontos cruciais da administração pública brasileira, incluindo o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, causando danos significativos a propriedades e equipamentos.

Alexandre de Moraes
Imagem: reprodução/ Veja

LEIA MAIS:

Gestão Tarcísio vai oferecer tratamento psiquiátrico a Champinha após crime completar 20 anos

Caso Evandro: justiça bate o martelo e anula condenações de acusados pelo crime

Como foi a identificação do suspeito que sentou na cadeira de Alexandre de Moraes?

A Polícia Federal conseguiu identificar o suspeito através da coleta de impressões digitais deixadas nas vidraças do STF após os ataques. A investigação também encontrou vídeos que registraram a invasão de Tozzi ao STF, incluindo uma cena em que ele se acomodou na cadeira de um dos ministros da Corte Alexandre de Moraes.

O suspeito está sendo acusado pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito; golpe de Estado; dano qualificado; associação criminosa; incitação ao crime; além de destruição, deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

As consequências do ataque ao STF

O ataque ao Supremo Tribunal Federal causou grande prejuízo e impacto, deixando o plenário da Corte em estado de destruição. Vidros foram estilhaçados, móveis danificados e a normalidade das operações foi severamente interrompida.

A operação que busca responsabilizar os envolvidos na ação trata-se da “Operação Lesa Pátria”. As investigações seguem seu curso, com atualizações periódicas sobre mandados judiciais expedidos, pessoas capturadas e suspeitos foragidos.

Quem é João Claudio Tozzi?

Tozzi é conhecido em sua cidade natal e, depois dos episódios registrados em janeiro, desapareceu, deixando pra trás uma casa alugada com filhos e meses de aluguéis atrasados.

O homem também ingressou na política e foi candidato a vereador em 2012 pelo PSD e em 2020 pelo PDT, onde alcançou pouco mais de 60 votos nas eleições. Atualmente, ele continua under custódia da Polícia Federal à disposição da justiça.

Alexandre de Moraes
Imagem: reprodução/ Metrópoles

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo