Noticias

Caso de esfaqueamento em base na Antártida teria iniciado por causa de um ‘spoiler’

caso de esfaqueamento

Caso de esfaqueamento em base na Antártida teria iniciado por causa de um ‘spoiler’

Cientistas russos que trabalhavam na estação científica de Bellingshausen, localizada na ilha de King George, se envolveram em uma série de atos cinematográficos e até mesmo difíceis de acreditar. A história, digna de filme, pode mudar a vida de um engenheiro e de um soldador russo para sempre, de maneira negativa. Confira mais detalhes a seguir:

Esfaqueamento teria iniciado por causa de um ‘spoiler’

O fato ocorreu em 9 de outubro de 2018. O cenário? Uma base isolada na Antártida. Após receber informações sobre o final de um livro e, psicologicamente abalado por já estar há seis meses confinado em um contêiner, o engenheiro da base teria agredido o soldador com uma facada no peito. A veracidade da versão dada pelo tabloide inglês não foi confirmada pelas pessoas que teriam testemunhado o fato.

Depois dos acontecimentos, o engenheiro que teria agredido a vítima foi detido e conduzido de volta à Rússia, sendo preso e acusado de tentativa de homicídio. Já a vítima foi conduzida para um hospital localizado no Chile, para recuperar-se da lesão sofrida.

O que diz o Tratado da Antártida

Segundo o Tratado da Antártida assinado em 1959, do qual o Brasil também é signatário, as pessoas que trabalham em bases localizadas naquele continente ficam submetidas às jurisdições de seus países de origem. Por esse razão, o engenheiro será julgado pela Rússia e com o rigor de sua lei.

Crimes acontecem na Antártida, mas são raros

Segundo a Revista Galileu, já aconteceram outros delitos no continente, mas são raros. Em 1996, na base de McMurdo, que pertence aos Estados Unidos da América e que tem o status de ser a maior, um cozinheiro teria atacado seu colega com golpes de martelo. Apesar das lesões sofridas terem sido leves, o cozinheiro foi conduzido de volta para os Estados Unidos, sob a custódia do FBI.

Mais recentemente, no ano de 2000, um homem chamado Rodney Marks foi envenenado na estação de Polo-Sul Amundsen-Scott, que também pertence aos Estados Unidos. O fato nunca foi esclarecido, não sendo identificada a autoria do delito. Uma das linhas investigativas sugere que Marks pode ter se suicidado. Se, de fato, foi um assassinato, é o único caso de homicídio consumado no continente.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Autor

Redator do Canal Ciências Criminais
Continue lendo
JurisprudênciaNoticias

STJ: o crime de calúnia não se contenta com afirmações genéricas e de cunho abstrato

JurisprudênciaNoticias

STJ: a imunidade em favor do advogado, no exercício da atividade, não abrange a calúnia

JurisprudênciaNoticias

STJ: falta da assinatura do perito criminal no laudo toxicológico é mera irregularidade

Noticias

Magistrado permite a casal cultivar maconha para tratar saúde do filho

Receba novidades em seu e-mail