- Publicidade -

Caso Henry: babá muda depoimento para versão que favorece ex-vereador suspeito de homicídio

- Publicidade -

Durante a audiência de instrução, a babá do menino Henry foi ouvida e mudou a versão dos fatos que testemunhou pela terceira vez. Em relação as agressões de Dr. Jairinho, a babá disse:

- Publicidade -

Era tudo suposição da minha cabeça. Eu nunca vi nenhum ato.

O Promotor Fábio Vieira afirma que houve falso testemunho.

O menino Henry Borel, de quatro anos, morreu no dia 8 de março deste ano. Segundo a denúncia, o enteado do ex-vereador Dr. Jairinho foi vítima das torturas realizadas pelo padrasto no apartamento da família, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Por decisão da juíza Elizabeth Machado Louro, foi determinada a cisão da audiência, em razão número de testemunhas arroladas pelas partes para serem ouvidas

As testemunhas de defesa serão ouvidas em 14 e 15 de dezembro. Nessa semana, a testemunhas da acusação foram ouvidas pelo 2º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro. Doze testemunhas foram arroladas e duas faltaram. Dentre os depoimentos, destacou-se a fala de Thayná de Oliveira Ferreira, babá do menino de 4 anos que morreu no ano passado. Em audiência ela disse:

- Publicidade -

Eu me senti usada pela Monique durante todo esse tempo. Ela vinha, contava, tentava me mostrar o monstro do Jairinho e eu ficava com todas as coisas ruins na cabeça. Era tudo suposição da minha cabeça. Eu nunca vi nenhum ato…

O promotor do caso, Fábio Viera, em entrevista, afirmou:

- Publicidade -

Não tive dúvida de que babá deu falso testemunho. Tanto é que o vídeo e áudio do seu depoimento está sendo mandado para a delegacia.

Na fase de inquérito policial, a babá também foi ouvida. Em um primeiro momento, a babá disse, confirmando a versão do casal suspeito, que a família vivia de forma harmoniosa. Depois, foram encontradas conversas de WhatsApp nas quais a babá alertava a mãe do menino para as agressões por parte do Dr. Jairinho.

Leia também

- Publicidade -

Caso Henry: delegado diz que mãe do menino tirou até selfie na delegacia


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais