- Publicidade -

Caso Henry: vídeo do elevador mostra menino desfalecido nos braços da mãe

- Publicidade -

Nesta terça-feira (26), um vídeo do circuito interno de segurança do prédio onde Jairinho e Monique Medeiros moravam foi divulgado à imprensa. No vídeo, a mãe de Henry Borel e o ex-vereador desciam juntos de elevador com o menino nos braços, para ir ao hospital. De acordo com as imagens, Jairinho e Monique saíram às 4h10 para o hospital. Os laudos dos legistas apontam que, nesse horário, Henry já estaria morto há duas horas.

- Publicidade -

No início deste ano, no dia 8 de março, morreu o menino Henry Borel, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele tinha quatro anos de idade. De acordo com a denúncia, ex-vereador Dr. Jairinho, padrasto do menino, e Monique Medeiros, mãe de Henry, foram acusados, homicídio qualificado, tortura, coação de testemunha, fraude processual e falsidade ideológica.

No vídeo, Jairinho aparece, junto à Monique, com Henry nos braços, tentando fazer respiração boca a boca no menino que aparenta estar desfalecido. O vídeo foi juntado aos autos e discutido na audiência de instrução (06/10).

De acordo com as Investigações da Polícia Civil, o laudo da reprodução simulada apontou que o menino foi agredido pelo menos quatro horas antes de o casal sair para o hospital. A perita criminal Denise Gonçalves Rivera disse o seguinte:

Eles [os peritos] conseguiram congelar essas imagens e viram que, pelo modo que ele estava, pelo rosto dele, que ele já estava morto naquele momento.

- Publicidade -

Para o delegado do caso Henrique Damasceno, o vídeo prova que o menino já estava morto quando o casal saiu de casa:

- Publicidade -

Ficou expressamente demonstrado pela equipe médica e pelos laudos periciais que, embora e tenha sido submetido a manobras de ressuscitação por bastante tempo, em nenhum momento ele apresentou frequência cardíaca. Ele já chegou morto.

Leia também

Caso Henry: babá muda depoimento para versão que favorece ex-vereador suspeito de homicídio


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais