- Publicidade -

Cerca de 8.400 presos de São Paulo foram soltos devido à Covid-19

- Publicidade -

O Judiciário do estado de São Paulo, como forma de combate à pandemia do coronavírus, determinou a soltura de cerca de 8.400 presos do território paulista. As informações foram fornecidas pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), do governo de São Paulo, na plataforma do site do Tribunal de Contas Estadual, Painel Covid-19.

- Publicidade -

8.400 presos

A informação é que as solturas ocorreram no período entre agosto de 2020 e abril de 2021, sendo os seguintes critérios para a concessão da soltura: idade superior a 60 anos, contaminação por Covid-19 confirmada, comorbidades, etc.

Consta também que, em agosto de 2020, 5.185 presos já haviam recebido a ordem de soltura, número que chegou a 7.044 no final do respectivo ano. Até abril de 2021, somou-se mais 1.393 presos.

Outra informação contida no painel diz respeito às testagens dos custodiados. Cerca de 10.605 testes haviam sido realizados em julho de 2020. Até a presente data, foram registrados 174.134 testes feitos, sendo 13.366 casos confirmados e 42 óbitos pela doença.

- Publicidade -

- Publicidade -

Quanto aos agentes penitenciários, 29.408 foram testados até abril deste ano, sendo que 3.573 tiveram a contaminação confirmada e 89 vieram à óbito. 

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais


Clique AQUI para experimentar o nosso banco de jurisprudência defensiva


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Twitter.

- Publicidade -

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais