Alerta! Onda crescente de furtos obriga Sephora rever estratégia de venda de perfumes nos EUA

Após a onda de furtos na Sephora, a varejista se viu obrigada a mudar sua estratégia de venda nos EUA. Os furtos de perfumes fizeram com que a marca removesse todas as fragrâncias das prateleiras e as substituíssem por frascos de teste.

A Sephora foi a pioneira na estratégia de permitir que o consumidor experimentasse o produto antes de comprá-lo — técnica que foi copiada por seus concorrentes posteriormente. Porém, com o aumento dos furtos, a empresa teve que repensar e abandonar a estratégia.

Onda de furtos na Sephora
Reprodução: Mercado e Consumo

Leia mais:

Filho de Ana Hickmann terá que depor na polícia? Entenda

Juiz que aparece em vídeo agredindo esposa é denunciado pelo MP; confira os detalhes

Onda de furtos

Diversas lojas estão mantendo seus produtos em armários para evitar os furtos, deixando somente os funcionários com o acesso. Grandes e pequenos varejistas estão preocupados com a onda crescente deste tipo de crime, que pode escalar para roubos organizados. Os céticos dizem que isso é apenas um dos problemas entre os demais desafios que a indústria enfrenta. 

Para os especialistas, o crime organizado de varejo é o mais insidioso, já que envolve grupos de pessoas que visam lojas que vendem mercadorias de maior valor, como eletrônicos, artigos esportivos, cosméticos, fragrâncias, roupas, bolsas e sapatos. Os grupos roubam grandes quantidades e as revendem. Por serem produtos com grande demanda, eles são vendidos rapidamente.