Noticias

‘O Homem de Gelo’: conheça os crimes assustadores de Richard Kuklinski

American Sadist Richard Kuklinski: A história do ‘Homem de Gelo’

Conhecido como o “Homem de Gelo”, Richard Kuklinski teve uma infância dura e repleta de violência, que infelizmente se repetiu em sua vida adulta de forma ainda mais brutal e sádica. Um homem de estatura imponente, com 1,92 metros e 122 quilos, Kuklinski assassino em série tem uma história grotesca e aterrorizante, digna de um verdadeiro filme de terror.

Desde muito cedo, Kuklinski encontrou na violência e no sadismo uma forma assustadora de viver. Apanhava constantemente do seu pai, Stanley, e de sua mãe, Anna, e via seu único amigo e irmão, Florian, sucumbir à violência doméstica. Sua juventude foi um terreno fértil para que ele cultivasse uma vida adulta sangrenta e de extrema crueldade.

Homem de Gelo
Imagem: reprodução/ Wikimedia Commons

LEIA MAIS:

Países da América do Sul unem esforços para combater crimes cibernéticos; saiba como

Ameaças de estupro contra deputadas devem ser investigadas pela PF a pedido do MP

Família e entrada para a máfia

Richard conheceu Barbara Pedrici enquanto trabalhava em um armazém. Os dois se casaram ainda muito jovens, e logo Barbara teve que lidar com a violenta e abusiva natureza de Richard, que chegou a ameaçá-la com facas. Com apenas 17 anos, Richard entrou para a máfia, especificamente a Família DeCavalcante, de Nova Jersey. Essa família fazia parte do comando do crime organizado em Nova York, e por mais que existissem outras atividades ilícitas dentro da máfia, Richard tinha um interesse singular: o de matar.

Crimes Sádicos e Prisão

Os métodos de Kuklinski para matar eram variados e tão brutais quanto possíveis. Ele estrangulava, jogava as vítimas no Rio Hudson, arrancava dentes e pontas dos dedos para impedir a identificação dos corpos. Seu método preferido era o congelamento em freezers industriais, o que lhe rendeu o apelido “Homem de Gelo”.

Em 17 de dezembro de 1986, a polícia conseguiu prendê-lo. Ele foi acusado oficialmente pela morte de cinco pessoas, porém, estima-se que o número de vítimas possa ter ultrapassado a marca de 200. As histórias dos crimes do “Homem de Gelo” ganharam notoriedade na mídia, e Richard parecia gostar da atenção, dando várias entrevistas com detalhes mórbidos de seus crimes.

Homem de Gelo
Imagem: reprodução/desciclopedia

Legado do Homem de Gelo

Richard Kuklinski deixou um legado aterrorizante. Reconhecido como um dos maiores assassinos dos Estados Unidos, sua vida e crimes chocaram e angustiaram muitos. Hoje, histórias sobre psicopatas e assassinos, como a de Kuklinski, continuam a intrigar muitas pessoas, fascinadas por entender a mente desses indivíduos e os atos hediondos que são capazes de realizar.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo