parcerias

Advogados criminalistas: aprendam a fazer parcerias com seus colegas

Por

Advogados criminalistas: aprendam a fazer parcerias com seus colegas

Existia um tempo em que “o segredo era a alma do negócio”, onde os profissionais, embora se relacionassem uns com os outros, gostavam de manter seus conhecimentos chaveados no cofre. Os advogados criminalistas no passado incorporaram estes conceitos, e a atuação de diferentes bancas de defesa para um mesmo cliente era uma situação muito rara.

Com a evolução da nossa sociedade, estes conceitos estão sendo colocados em contraposição constantemente, pois, mais do que nunca, temos que ter bases de atuação espalhadas pelo país, e saber montar parcerias é fundamental para aqueles que pretendem atuar na advocacia criminal não apenas na sua região, mas buscando uma abrangência nacional.

Neste contexto, é importante para aqueles que pretendem iniciar na carreira de advogado criminalista conseguirem estabelecer bons laços com outros advogados criminalistas mais experientes. Isso irá ajudar muito na discussão não apenas dos processos que vão surgir, mas para trocar experiências de vida.

Isto vale para todos: os mais experientes também aprendem com os mais novos. A arte de construir parcerias, objeto deste artigo, não é a de foco comercial, mas sim a profissional pura.

Então, o advogado criminalista excelente não é apenas aquele profissional com o mais profundo conhecimento técnico e que fica conhecido apenas por suas estatísticas absurdas de vitórias. Mas também aquele que soube e sabe montar excelentes parcerias com seus colegas.

Particularmente, eu não lembro de ter negado ajuda para qualquer colega novato (e, na grande maioria das vezes, de forma gratuita). A recompensa foi conhecer um novo profissional até então, que quase sempre tinha aquele brilho no olhar e uma vontade de vencer gigante.

Além disso, vários colegas que começaram comigo hoje são excelentes advogados criminalistas. É motivo de muito orgulho para mim poder vê-los e ter em alguns momentos do passado ombreado lado a lado algum processo, alguma audiência, algum cafezinho na frente de um foro, trocando informações, aprendendo e ensinando determinados assuntos.

Para aqueles que são apaixonados pelo Tribunal do Júri: comuniquem-se com os outros advogados, ofereçam-se para ajudar, para estar presente naquela hora. O aprendizado de um dia num plenário ao lado de um defensor pode valer muito mais do que se estudou numa graduação de forma genérica.

Evidentemente que algumas vezes seu próprio cliente pode lhe questionar que você trabalhe em determinado processo junto com o advogado fulano de tal. Esta decisão cabe a você, mas não crie fantasmas: pode sair dessa relação uma boa parceria para outros negócios.

Além disso, quando sua carreira decola, muitas vezes você precisará estar em diversos locais ao mesmo tempo e ter funcionários nessas situações é desnecessário se você tiver excelentes colegas que trabalham tão bem ou até mesmo melhor do que você, que podem lhe ajudar pelo simples laço de parceria que você construiu no passado.

Construir laços com seus colegas de forma voluntária e leal lhe trará benefícios para a sua vida profissional. Não busque parcerias pensando no lado financeiro; a advocacia criminal é movida por um sonho do jovem utopista que na realidade quer um mundo melhor e mais justo.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sobre os Autores

Deixe seu comentário

comentários