Noticias

Daniel Alves condenado por agressão sexual: Apoio de Neymar, detalhes do julgamento e mais

Mais uma vez, o futebol e as notícias judiciais se misturam inesperadamente. O ex-jogador Daniel Alves faz manchetes em todo o mundo, não por sua habilidade com a bola, mas pela sentença do tribunal de Barcelona finalmente ter saído.

Daniel Alves foi condenado pela justiça espanhola a quatro anos e meio por agressão sexual a uma jovem de 23 anos. O caso aconteceu em dezembro de 2022, na boate Sutton, em Barcelona. Um episódio dramático que continua a gerar ondas no mundo do futebol.

Daniel Alves nega acusações de estupro e revela drama em depoimento emocionado
Imagem: Jordi Borras/Pool/AFP

Leia mais:

Falsa diretora do PL aplica golpes vendendo passagens aéreas falsas para Portugal

Barroso mantém Alexandre de Moraes em inquérito de golpe, negando pedido de Bolsonaro

Os detalhes do julgamento

A acusação foca-se num incidente ocorrido numa discoteca em Barcelona, no qual a vítima afirmou à polícia que Alves a agrediu sexualmente. Sem surpresa, a defesa do ex-craque refutou as alegações e prometeu recorrer da decisão.

No entanto, esta condenação está longe dos 9 anos de prisão inicialmente solicitados pela Promotoria. Isso se deve, em parte, a um pagamento de 150.000 euros feito pela defesa do jogador à vítima antes do julgamento. Uma ação interpretada pelo tribunal como uma tentativa de reparação, que atuou como fator atenuante na sentença.

Neymar apoia financeiramente Daniel Alves

Um detalhe que chamou a atenção do público foi que o famoso jogador Neymar apoiou financeiramente Daniel Alves. A ajuda, que incluiu o donativo de 150.000 euros, foi vinda da família de Neymar. Daniel Alves agradeceu publicamente o seu conterrâneo e amigo pelo apoporto financeiro e jurídico.

O possível desenlace: Apelações e reduções de pena

Apesar da condenação, o ex-jogador poderia ter sua pena reduzida pela aplicação de determinadas condições. De fato, como indica o jornal “La Vanguardia”, a inclusão do elemento atenuador poderia permitir que ele saia da prisão mediante permissão quando tiver cumprido um quarto da sentença.

Outros elementos da sentença

Além da prisão, a juíza Isabel Delgado também ordenou que Daniel Alves, após cumprir a pena, fique cinco anos sob liberdade supervisionada. Ele também foi instruído a afastar-se da mulher por nove anos, a pagar uma indenização de 150.000 euros e as custas do processo.

Um veredicto em constante mudança

Desde o início do processo, Daniel Alves apresentou várias versões do evento. Inicialmente, ele negou qualquer relação sexual e afirmou que não conhecia a mulher. Ao longo do processo, o jogador passou a admitir diferentes graus de envolvimento, culminando no testemunho de que estava completamente embriagado naquela noite.

Uma saga que continua

Enquanto Daniel Alves recorre da sentença, ele permanecerá preso. Sua defesa insiste na sua inocência, mas a acusação aplaude a sentença. Para todos os envolvidos e os espectadores ao redor do mundo, o drama está longe de terminar.

Neste momento, os Promotores e advogados da vítima estão comemorando, mas alertam que o dano ainda não foi totalmente reparado. Eles continuarão o combate legal para encontrar justiça total para a vítima.

Enquanto o mundo do futebol aguarda com ansiedade os próximos episódios desta saga, mais uma vez é relembrado que habilidades esportivas excepcionais não absolvem comportamentos prejudiciais.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo