Noticias

Daniel Alves é indiciado formalmente por estupro na Espanha

Investigações contra Daniel Alves se encerram e processo judicial será iniciado

O cenário do futebol internacional foi sacudido por uma notícia alarmante nesta última quarta-feira (2). O ex-jogador brasileiro Daniel Alves, conhecido mundialmente por sua carreira vitoriosa, foi notificado formalmente pela Justiça espanhola de que será julgado pelo crime de estupro, supostamente cometido contra uma mulher em Barcelona.

O escritório jurídico que representa o caso emitiu uma declaração afirmando que o jogador brasileiro nega as acusações, embora tenha tomado a decisão de não recorrer do processo. Conforme o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, o ex-jogador do Barcelona foi citado para receber a resolução que encerra a fase de investigação e detalha os indícios de crime que a juíza considera existir com base nas provas realizadas até o momento.

A justiça espanhola determinou ainda que o atleta terá que pagar 150 mil euros (R$ 783,52 mil) à vítima por danos morais e psicológicos, caso ele seja condenado.

Leia mais:

Madeleine McCann: Tecnologia GPS em busca de crianças desaparecidas

Caso Natasha Nascimento: acusadas da morte de transexual brutalmente espancada são julgadas

canalcienciascriminais.com.br daniel alves e indiciado formalmente por estupro na espanha image
Daniel Alves. Imagem: Lance!

Defesa de Daniel Alves se manifesta

Em uma conferência de imprensa realizada à saída do tribunal de Barcelona, Cristal, o advogado de Alves, afirmou que a estratégia da defesa agora é “economizar tempo e chegar mais rápido ao julgamento“. Enquanto isso, o atleta permanece preso em Barcelona, aguardando o julgamento que deve se iniciar entre os meses de setembro e outubro deste ano.

Acusações contra o jogador

As alegações contra Alves foram inicialmente apresentadas no início deste ano, quando ele foi acusado de, no dia 30 de dezembro de 2022, em uma casa noturna no distrito de Sul Tom, em Barcelona, ter estuprado uma mulher. Inicialmente o jogador negou conhecer a vítima. Entretanto, ele mudou sua versão dos fatos três vezes, antes de finalmente afirmar que a relação sexual com a mulher foi consensual.

Daniel Alves foi preso preventivamente no dia 20 de janeiro, e a sua defesa solicitou liberdade condicional em três ocasiões distintas, todas negadas pela Justiça, que argumentou haver risco de fuga do país.

O mundo do futebol aguarda ansiosamente o desenrolar desse caso, que já está tendo impacto significativo não apenas na carreira de Alves, mas também na imagem do futebol como um todo. À medida que a data do julgamento se aproxima, a tensão só tende a aumentar.

Confira mais detalhes sobre o caso:

https://youtu.be/9T7db_ThAc0

Fonte: RIT Notícias

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo