- Publicidade -

Defesa de Lula: o que nós, advogados criminalistas, podemos tirar de lição

Por Carlos Silva. Após árduo e incansável trabalho, a defesa do ex-presidente Lula conseguiu de forma parcial reverter o jogo no STF, embora ainda não se tenha concluído o julgamento, com o acolhimento da incompetência do Juízo da 13ª Vara federal de Curitiba; além do relativo à suspeição, mas que, no entanto, aguarda o término do julgamento.

- Publicidade -

Defesa do ex-presidente Lula

O que chamou atenção no decorrer do andamento processual do ex-presidente, na chamada operação Lava Jato, foi a resiliência da defesa, que encarou um “consórcio” formado pelo Juiz, procuradores e de parte da mídia. De forma incansável, a defesa apresentou diversos recursos e medidas na defesa do seu cliente, tendo, ao final, mesmo que de forma parcial, uma “virada de mesa”.

Independente do resultado ao final do processo, ainda que as condenações permaneçam em desfavor do ex-presidente, a forma de atuação dos advogados é impecável pela combatividade, foram inúmeros recursos e pedidos negados (lembrando que o ex-juiz, de forma arbitraria, a requerimento do MPF, determinou a interceptação da linha telefônica do escritório de advocacia, tendo acesso a todas as ligações e ações que a defesa praticaria). Ainda assim, de forma incansável e combativa os advogados continuaram na árdua luta em defesa dos diretos do seu cliente.

Você pode estar se perguntando se o trabalho foi realizado dessa forma por se tratar de um ex-presidente, contudo, independente da importância da pessoa que concedeu poderes para lhe defender, sempre busque o melhor, a excelência, independente de quem seja. Pode ser um morador de rua ou um empresário renomado. Nós, advogados, lidamos com o bem mais precioso do ser humano, a “liberdade”, independente da capacidade econômica. Portanto, sempre faça o melhor.

- Publicidade -

Então, como deve ser uma defesa de excelência no processo criminal? Já adianto que muitas vezes você terá que dizer ao seu cliente que sobreveio uma condenação. Isso não significa que foi falta de competência do advogado, pois as provas em determinado caso indicavam a autoria e a materialidade, sendo que o seu trabalho foi buscar uma pena justa para o ilícito cometido. Assim, não fique desapontado, estude a sentença e busque a reforma ou algum direito que não foi reconhecido naquela decisão.

Lute pelos diretos daquela pessoa que você está assistindo, advocacia criminal é um sacerdócio.

E os resultados financeiros? Não tenha dúvida que virão com uma boa performance na atuação. Busque sempre estudar, se atualizar, fazer cursos, …

Como já dizia Sobral Pinto, a advocacia não é profissão para covardes.

Leia mais:

- Publicidade -

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais