Noticias

Dentista gaúcho vira réu por abuso sexual após gravação de paciente

O dentista Jeferson Scaranto, do Rio Grande do Sul, foi preso acusado de abuso sexual após uma paciente gravar o atendimento do profissional. Inicialmente a justiça havia decidido que o dentista em questão poderia responder em liberdade, porém, a prisão preventiva foi decretada depois que uma outra paciente também decidiu denuncia-lo.

A prisão de Scaranto aconteceu dentro do avião enquanto ele retornava de São Paulo junto com a esposa. Na última semana, ele foi denunciado pelo Ministério Público e a justiça recebeu a peça acusatória tornando o dentista réu pelos crimes de violação sexual mediante fraude.

dentista
Dentista é preso acusado de violação sexual mediante fraude

Leia mais:

Descubra agora: O que a Lei Brasileira revela sobre apologia ao Nazismo e as consequências

Igor Rickli aciona polícia após ameaças de morte à família durante BBB23

Pacientes acusam dentista de crimes sexuais durante atendimento

De acordo com uma das vítimas, em sua primeira consulta percebeu que o dentista tinha ereção durante o atendimento, mas que precisou voltar para uma segunda consulta com ele porque o canal estava aberto e outros dentistas que chegou a procurar não aceitaram pegar o trabalho de outro profissional.

“Muita gente fala: ‘tu não deveria ter voltado lá’. Mas, gente, era o único lugar que eu podia pagar. Eu já tinha tentado tratar, entendeu? Eu pedi para o meu pai para fazer um PIX de R$ 50 para eu poder tirar aquele dente”, relatou a paciente.

Ao voltar ao consultório de Scaranto, a mulher decidiu filmar escondida o atendimento, e as imagens mostraram o profissional tento ereção durante o atendimento, tentando olhar por debaixo da saia da paciente e puxando com o cotovelo o braço da vítima em direção ao órgão genital dele.

Após finalizar a consulta, a vítima foi direto para a delegacia da mulher e entrevou as filmagens. Após tomar conhecimento de que o dentista havia sido denunciado, uma outra paciente foi até a delegacia e também denunciou o profissional. De acordo com ela, em uma das consultas ele chegou a ejacular ao chegar perto da paciente.

Em nota enviada ao programa ‘Fantástico’ a defesa de Scaranto negou as acusações:

“O vídeo gravado por uma das vítimas não apresenta comportamento ou conduta diversa dos protocolos de atendimento de qualquer procedimento odontológico” e que nos depoimentos das outras vítimas “não existe nada nas afirmações que possa sugerir provas”.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo