Noticias

Deputada estadual do Rio de Janeiro é alvo de operação por ligação com milícia; saiba quem

Sob determinação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), a deputada estadual Lúcia Helena de Amaral Pinto (PSD-RJ), mais conhecida como Lucinha, é afastada de suas funções. O motivo do afastamento seria pelas investigações contra a parlamentar suspeita de ligação com uma das mais milícias poderosas da capital fluminense, localizada na Zona Oeste e conhecida como “Bonde do Zinho”.

Lucinha está na Assembleia há 12 anos e também sendo investigada em operação da Polícia Federal (PF) e da Procuradoria-Geral de Justiça, deflagrada nesta segunda-feira (18). 

canalcienciascriminais.com.br deputada estadual do rio de janeiro e alvo de operacao por ligacao com milicia saiba quem image
Foto: Reprodução/Revista VEJA

Leia mais:

Famosa influenciadora presa por ‘Jogo do Tigre’ é suspeita de tráfico e homicídio

Criminosos usam inteligência artificial para manipular a imagem de pessoas conhecidas e lucrar com práticas fora da lei

A atuação do Ministério Público do Rio investiga a participação e a articulação política da parlamentar em benefício desse grupo de milicianos, como um “braço político” do crime organizado.

A ação é conduzida pela Procuradoria-Geral de Justiça já que a deputada tem foro, e leva o nome de “Operação Batismo pelo apelido dado a Lucinha por lideranças desse grupo: “Madrinha”.

A iniciativa é desdobramento de outra operação conduzida pelo Grupo Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) junto à PF, no ano passado, que já buscava desarticular a milícia de Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho

Assessora da deputada envolvida no caso

Ao todo, foram expedidos oito mandados de busca e apreensão nos bairros de Campo de Grande, Santa Cruz e Inhoaíba, todos na Zona Oeste, assim como no gabinete da parlamentar na Alerj.

As investigações também apontam a atuação da assessora da deputada na articulação com órgãos públicos em nome do interesse dos milicianos. Segundo parlamentares, a investigação foi motivo de surpresa para colegas da deputada. Neste momento, agentes vasculham seu gabinete na Assembleia. 

Presidente da ALERJ se manifesta

O atual presidente da Assembleia Legisilativa do Rio de Janeiro (ALERJ), o deputado estadual Rodrigo Bacellar (PL) falou sobre o caso de investigação contra sua colega em entrevista concedida ao RJTV, canal afiliado da TV Globo.

Bacellar disse desejar “que a deputada consiga esclarecer no seu juízo probatório a inocência dela”. “Acho que a ampla defesa, o contraditório, tem que prevalecer sempre. A acusação é muito séria, porque a gente está num combate muito forte com a segurança pública, que está caótica no Rio. A gente está tentando melhorar em esforços conjuntos, não só a Assembleia Legislativa, como também o governador do estado”, afirmou.

Fonte: Revista VEJA

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo