LegislaçãoNoticias

Deputado Fernando Rodolfo toma a frente da luta contra o tráfico infantil e exploração sexual de crianças no Brasil

O deputado federal Fernando Rudolfo (PL-PE) tomou a iniciativa de instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o tráfico infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. A lista com 172 assinaturas foi apresentada ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que prometeu instaurar a CPI no início de 2024. 

Segundo Fernando, o Parlamento será o protagonista nesse debate que investigará outras frentes além da CPI.

“Essa iniciativa partiu após a repercussão do filme O Som da Liberdade, que retrata o drama de crianças que foram vítimas do tráfico infantil na Colômbia. Como presidente da Comissão da Infância, Adolescência e Família, me debrucei sob os números do Brasil. Em média, 50 mil crianças são levadas pelo tráfico infantil anualmente. Somos o segundo lugar no ranking de exploração sexual no Mundo inteiro. É assustador”, afirmou.

deputado fernando rudolfo
Reprodução: CBN Recife

Leia mais:

Irmã de Marielle Franco defende punição mais rígida para crimes de racismo

Golpe do Desenrola Brasil? Veja como acontece o crime e evite

Outro projeto de lei do deputado

Fernando Rudolfo deu entrada em outro projeto de lei que torna o tráfico infantil um crime hediondo. Como presidente da CPASF, Rudolfo buscará a colaboração de 27 governadores para essa causa.

“Serão três frentes. A criação da CPI, que o presidente Arthur Lira já se comprometeu para o ano que vem. O projeto de lei, que será votado no Plenário em regime de urgência nas próximas semanas. E também elaboramos uma carta de compromisso que será apresentada aos governadores para firmar o compromisso de combater essas práticas tão prejudiciais às nossas crianças e ao futuro do Brasil. Portanto, temos trabalho pela frente, mas vamos deixar um legado pela comissão e para o País.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo