- Publicidade -

Detentos vendem conteúdo erótico em plataforma digital de dentro do presídio

- Publicidade -

No México, um grupo de detentos criou um perfil na plataforma digital OnlyFans e começaram a vender conteúdo erótico mediante assinatura, tudo feito diretamente de dentro do presídio em que se encontram reclusos.

- Publicidade -

Presos vendem conteúdo erótico na internet

A iniciativa teve o pontapé inicial na rede social Twitter, onde os presidiários publicavam as cenas eróticas que gravavam entre si. No entanto, com o objetivo de obterem lucro, migraram para a plataforma OnlyFans, tendo o perfil alcançado mil assinantes rapidamente, que pagavam, cada um, o equivalente a R$ 28 mensais para terem acesso ao conteúdo disponibilizado pelos presos.

Ao todo, o grupo publicou 78 vídeos e 73 fotos antes do fato ganhar notoriedade e, consequentemente, levar à exclusão da conta do OnlyFans.

Conforme informações, o jornal mexicano El Heraldo cobriu a situação e afirmou que as autoridades do sistema penitenciário já estão investigando o caso. Segundo relatos, os presos envolvidos na criação dos conteúdos contam com a proteção de líderes de cartéis do México que, por sua vez, cobravam uma taxa sobre o lucro arrecadado na plataforma virtual.

- Publicidade -

De acordo com os custodiados, o perfil foi criado para arrecadar dinheiro para a compra de artigos que os rapazes necessitam no presídio.

- Publicidade -

O México se vê diante de uma crescente taxa de criminalidade, o que acarretou uma crise de superlotação nos presídios do país. Segundo dados recentes, 72% dos presos dizem não se sentirem seguros nas celas, visto que é comum a rivalidade entre gangues; outros 26% afirmam que sequer têm acesso à água potável.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

Leia mais:

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


- Publicidade -

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais