• 21 de fevereiro de 2020

7 dicas para iniciar na Advocacia Criminal

 7 dicas para iniciar na Advocacia Criminal

7 dicas para iniciar na Advocacia Criminal

Fala galera! Hoje vim com a ideia de trazer para vocês 7 dicas que irão ajudar, se executadas, a iniciar na Advocacia Criminal. Todas elas aprendi com a prática, pois os 5 anos no curso não te ensinam.

1. Nunca prometa resultado!

Pessoal, lembrem-se que a atividade da advocacia é uma atividade de meio e não de fim. Seus horários na área criminal não devem estar condicionados ao resultado.

Para isso é de suma importância deixar claro para o(s) cliente(es) e sua família que o pagamento se faz antes de se começar a trabalhar e que a única coisa garantida é o seu trabalho. Já o restante como não depende exclusivamente do advogado tudo pode acontecer

2. Nunca minta para o cliente ou a família

Essa dica está ligada com a primeira, porém é necessário lembrar que toda mentira tem perna curta e nesse mundo virtual e com várias informações a mentira pode ser facilmente descoberta.

Por isso sempre trabalhe com a verdade, nunca diga que protocolou algo que não tenha feito, nunca diga que foi ao presídio sem ter ido, ou que falou com alguma autoridade sem ter falado, etc.

3. Nunca parece no primeiro “não”

Que o Advogado Criminalista sofre preconceito de parte da sociedade já sabemos, mas esse preconceito às vezes está instalado no próprio sistema da justiça. E muitas coisas que forem solicitadas pelo criminalista serão negadas, colocando dificuldades.

Por isso o advogado criminalista não deve parar no primeiro não, mas deve ser persistente e buscar até conseguir o pretendido.

4. Seja um especialista

Ser clínico geral é uma grande tentação no início da carreira e é algo que não sou 100% contra, pois noto sempre que um processo de família pode gerar um criminal e vice versa.

No entanto, a advocacia criminal não é para aventureiros, não dá para ser curioso, porque ela lida com um bem fundamental: LIBERDADE. Ou seja, se o seu desejo é atuar na área criminal estude muito Direito Penal, Processo Penal e Prática Criminal. Por fim, tente passar sempre para todos que sua especialidade é na área criminal.

5. Ame a causa e não o dinheiro

Escolheu ser Advogado Criminalista? Por qual motivo? Pela causa ou pelo dinheiro?

A advocacia criminal é recheada de oportunidades, mas essas virão para aqueles que são de verdade, para aqueles que amam lutar pela liberdade mais do que receber honorários.

Claro que você deve cobrar seus honorários, sempre respeitando o mínimo disposto na tabela, porém eles só chegarão até você se o seu amor for pela causa. Não se engane o cliente e família sabe distinguir o verdadeiro criminalista, ou seja, aquele que fará todo possível e não aquele que some depois de receber o dinheiro.

Digo mais! Aquele que ama o dinheiro, nessa área está sujeito a receber propostas ilícitas e antiéticas que poderão acabar com o seu futuro.

6. O escritório não é lugar de ficar

Se você quiser mesmo ser um advogado criminalista de destaque o escritório não pode ser seu lugar. Na verdade conheço alguns que não gostam de ir a presídios, delegacias, etc. Ora! O contato com o cliente é fundamental e ele pode ser o seu maior propagador, portanto procure sempre visitar o cliente preso, ir ao fórum para assistir audiências e se relacionar com o máximo de pessoas possível.

7. Tenha paciência e resiliência

Por fim! Essa palavra paciência deve acompanhar o dia-a-dia do criminalista, pois ela é testada diariamente. Seja por aquele despacho que não saí, seja pela família que liga, seja pela negativa do pedido, seja pelos ganhos financeiros que não chegam como se esperava, etc.

Por isso, tenha sempre a capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar às negativas e às mudanças. Fiquem com essa frase abaixo e até a próxima:

A paciência é irmã da sabedoria, é a arte de saber esperar, sem se entregar ao desânimo diante das fraquezas ou dificuldades! É saber que para tudo na vida há um momento oportuno, em que a tolerância nos ensina que não é preciso dominar o tempo, mas a razão; que é necessário coragem para semear, mas acima de tudo a sabedoria para esperar, com calma, o momento certo da colheita. – Marilene Amaral Branquinho


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais, incluindo novos textos com dicas para iniciar na Advocacia Criminal?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Arthur da Silva Fernandes Cantalice

Advogado criminalista