- Publicidade -

Divisões da Medicina Legal

- Publicidade -

Listamos aqui a mais importante das divisões da Medicina Legal (em meu entendimento):

- Publicidade -

Antropologia Forense: estuda a identidade e a identificação do Homem.

Tanatologia: estuda a cronologia da morte e os sinais desta, o diagnóstico de morte real e aparente, súbita e agônica, etc.

Sexologia Forense: estuda os problemas médico-legais relacionados com o sexo, divide-se, ainda, em: Himeneologia (casamento, divórcio, a eugenia, a esterilização dos tarados, etc).

- Publicidade -

Deontologia: estudo dos deveres dos médicos

Diceologia: estudo dos direitos dos médicos

Psicologia Forense: estuda os problemas da Psicologia normal e Patológica (Psicopatologia)

Psicologia Judiciária: estudo, em especial, da prova testemunhal, sua formação, conservação e reprodução. Estuda os depoimentos.

Asfixiologia: estuda as mortes produzidas por gases, estrangulamentos, enforcamentos, afogamentos, sufocações etc.

- Publicidade -

Traumatologia: estudo das lesões e mortes causadas por energias mecânicas.

Toxicologia: pesquisa envenenamentos.

Infortunística: estudo dos acidentes de trabalho e das doenças profissionais.

Criminalística: é o conjunto das ciências físicas, químicas, matemáticas e mecânicas, aplicadas no auxílio à Justiça.

Criminologia: estuda o crime, o criminoso e a vítima. De grande valor para a Medicina Legal.

- Publicidade -

Vitimologia: busca independência da Criminologia e aprofunda o estudo da vítima e dos processos de vitimização.

Jurisprudência Médico-Legal: estudo das decisões dos juízes e tribunais a respeito de assuntos médico-legais.

Policiologia: volume autônomo da Medicina Legal. Polícia Técnica.

Na prática, falta vontade e recursos do Governo Estadual para que a Medicina Legal possa nos dar sua total e importantíssima contribuição ao direito e à Sociedade.

A Polícia Técnica ou Científica, por exemplo, leva o aparato que tem para a televisão, nos “casos grandes”, mas nós, advogados criminais e a população, não vemos o mesmo zelo no nosso dia-a-dia.

- Publicidade -

Os advogados e advogadas criminalistas devem ter em mente que o laudo muitas vezes pode absolver ou ajudar o seu cliente, por isso é preciso muita atenção.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Exame de DNA resolve caso de assassinato mais de 50 anos depois Justiça brasileira investigou Margarida Bonetti, mas nunca a encontrou Goleiro Bruno cria vaquinha online para pagar pensão Nova lei em Salvador define multa para quem assediar mulheres Justiça manda prender goleiro Bruno por não pagar pensão alimentícia