- Publicidade -

A dor da esposa de nigeriano espancado até a morte na Itália

- Publicidade -

A esposa de Alika Ogorchukwu, nigeriano que foi espancado até a morte em uma rua movimentada na cidade de Civitanova Marce, na Itália, na sexta (29 julho), relatou, em entrevista realizada no domingo, estar passando por uma “dor muito grande”.

- Publicidade -

nigeriano
Mulher de Nigeriano. Imagem: G1

Nigeriano é espancado até a morte

As imagens disponibilizadas mostram a hora em que um homem branco ataca Alika e pressiona o seu corpo contra o chão, e este tenta em vão lutar por sua vida. 

- Publicidade -

Alika Ogorchukwu (39) era um vendedor ambulante nigeriano que vendia produtos na rua principal de Civitanova Marce, uma cidade litorânea no mar Adriático. A polícia local informou que, depois de algum contato com o vendedor, um homem italiano o espancou até a morte. Ele já está sendo investigado pelo caso.

A esposa do nigeriano, Charity Oriachi, concedeu uma entrevista e disse precisar de justiça ao esposo, pois a dor é insuportável. Ogorchukwu deixou dois filhos, e a sua morte causou grande comoção na Itália, tendo em vista que ninguém defendeu a vítima, mas filmaram o ataque que aconteceu bem no centro da cidade italiana.

O suspeito foi preso em flagrante após o ocorrido, mas a polícia anunciou que a investigação continua aberta e não trouxe, até o momento, indícios de que o crime tenha sido motivado por racismo. Para os policiais envolvidos no caso, a violência teria sido desencadeada pela interação dos dois homens na rua. O suspeito alegou que a briga começou porque a vítima “pediu esmola insistentemente” e agarrou o braço da namorada, que prestou depoimento como testemunha.

Justiça pelo nigeriano 

Charity Oriachi informou que o marido teria começado a vender produtos na rua depois que sofreu um acidente automobilístico e perdeu o emprego devido às suas lesões. 

- Publicidade -

Líder do partido Democrático italiano, Enrico Letta, escreveu em suas redes sociais que a conduta do italiano foi “Uma brutalidade inédita”. Indiferença generalizada. Não pode haver justificativa”. No sábado, centenas de pessoas da comunidade nigeriana local protestaram nas ruas de Civitanova Marche, exigindo justiça por Alika Ogorchukwu.

A embaixada da Nigéria na Itália disse que está trabalhando com as autoridades locais para garantir que a justiça seja feita e também para ajudar a família de Ogorchukwu, tendo em vista que ele possui dois filhos menores.

Assista o vídeo aqui.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Homem mata esposa por ter se negado a servir cerveja Prima de Daniella Perez encontra Paula Thomaz em shopping Raul Gazolla manda recado para marido de Paula Tomaz Bolsonaro e Michelle visitam igreja em que Guilherme de Pádua é pastor Esposa de Guilherme de Pádua comenta sobre série da HBO Max