NoticiasDireito Penal

Emissoras de TV são acusadas de ensaiar conversa com Bolsonaro sobre assassinato de Marielle Franco

As informações foram divulgadas pelo site Diário do Centro do Mundo

Em 30 de outubro de 2019, Jair Bolsonaro, o ex-presidente inelegível, participou de entrevistas concedidas à Band e ao SBT, onde abordaram o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra, onde Bolsonaro residia, em relação ao caso Marielle Franco. No entanto, foi relatado que as perguntas e respostas foram previamente preparadas e houve várias tentativas para que o ex-presidente respondesse conforme o desejado. Essas informações foram divulgadas pelo site Diário do Centro do Mundo, que também afirmou que os bastidores dessas entrevistas foram gravados durante uma viagem de Bolsonaro ao Oriente Médio.

Leia mais:

Caso Marielle Franco: Maxwell é transferido para presídio federal em Brasília

Comandante do ‘tribunal do crime’ é preso após ser expulso de facção por ‘matar demais’

canalcienciascriminais.com.br emissoras de tv sao acusadas de ensaiar conversa com bolsonaro sobre assassinato de marielle franco bolsonaro 1
Fonte: O TEMPO

A publicação afirma que um dos produtores do SBT teria interrompido a gravação e a fala de Bolsonaro para refazer as tomadas

De acordo com a publicação, durante as entrevistas, os jornalistas Caiã Messina (Band) e Patrícia Vasconcellos (SBT) juntamente com a equipe por trás das câmeras, orientaram Bolsonaro em suas respostas e repetiram a gravação de perguntas e respostas até que estivessem de acordo com as perspectivas do ex-presidente.

Além disso, eles permitiram que ele fizesse críticas e ataques à Globo e ao então governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. No caso do SBT, um dos produtores teria interrompido a gravação e a fala de Bolsonaro para refazer as tomadas, sem que o ex-presidente mencionasse que já estava ciente da reportagem da Globo.

canalcienciascriminais.com.br emissoras de tv sao acusadas de ensaiar conversa com bolsonaro sobre assassinato de marielle franco bolsonaro
Fonte: VEJA

Já na Band, o jornalista teria repetido a mesma pergunta e resposta três vezes, até que o entrevistado estivesse satisfeito com o resultado da entrevista. A assessoria do SBT refutou a veracidade desses relatos e afirmou que o autor da reportagem do Diário do Centro do Mundo desconhece os princípios básicos do jornalismo, enfatizando que ouviram todos os lados envolvidos na matéria, incluindo as defesas tanto de Bolsonaro quanto de Wilson Witzel. Até o momento em que o artigo foi concluído, a coluna não havia recebido uma resposta da assessoria da Band sobre o ocorrido.

Fonte: iG Mail

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo