Noticias

Encontro neonazista em SC termina com a prisão de oito pessoas

Segundo a Polícia Civil de Santa Catarina, oito homens foram flagrados realizando um encontro neonazista na região. O delegado responsável pela apuração do caso, Arthur Lopes, informou que a prisão em flagrante aconteceu na última segunda-feira (14), e no dia seguinte, ao passarem pela audiência de custódia, tiveram o flagrante convertido em prisão preventiva.

neonazista
Polícia de SC interrompe encontro neonazista. Imagem: Correio Braziliense

Encontro neonazista é interrompido pela polícia

Os oitos homens estavam reunidos em um sítio localizado em São Pedro de Alcântara, Florianópolis, quando foram interrompidos pela polícia. As autoridades investigativas acreditam que o grupo faz parte de uma célula neonazista interestadual, com ligação internacional, e que os encontros acontecem de forma anual.

A polícia informou que entre os presos, há um integrante do grupo skinhead internacional. As investigações apuraram ainda que os criminosos escolheram o município por ser a primeira colônia alemã em Santa Catarina, instalada em 1829. Ao serem indagados pelo delegado sobre esse fato, alguns dos presos confirmaram e outros negaram.

Os investigados possuem entre 22 e 48 anos, quatro deles são do Rio Grande do Sul, um de Santa Catarina, um do Paraná, um de Minas Gerais e um de Portugal. Todos são investigados de associação criminosa e racismo.

A polícia apurou também que dois dos suspeitos já se envolveram em crimes anteriores de homicídio em decorrência de intolerância. Além disso, um outro homem, que estava usando tornozeleira eletrônica, foi condenado por tentativa de homicídio durante um ataque de skinhead contra judeus que moram no Rio Grande do Sul.

Já um outro suspeito foi denunciado anteriormente por dois homicídios decorrentes de uma disputa entre lideranças de células neonazistas, mas o caso ainda não foi julgado pelo poder judiciário.

Por fim, o outro investigado foi levado preso em flagrante não só por estar participando da reunião, como também por porte ilegal de arma de fogo, já que foi flagrado com munições;.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo