- Publicidade -

Entrevista reservada entre advogado e cliente é gravada e para nos autos

- Publicidade -

Uma entrevista reservada realizada entre advogado e cliente foi gravada e juntada aos autos, motivo que levou o advogado Diego Eduardo Koprowski a formalizar sua queixa à OAB-SC.

- Publicidade -

Entrevista reservada é gravada

De acordo com o advogado essa não foi a única irregularidade na audiência, mas foi a mais grave delas. Ele explico que: “Eu pedi para o juiz para ter uma conversa reservada com o meu cliente. E, na gravação, o magistrado diz que iria interromper a gravação”. 

Inclusive, a existência da gravação foi reconhecida pela juíza Giovana Maria Caron Bosio Machado (3ª Vara da Comarca de São Bento do Sul/SC), que determinou a retirada desse trecho dos autos. Segundo ela, “O magistrado e demais partes saíram da sala para possibilitar a conversa privativa entre réu e defensor, mas esqueceu o colega juiz de parar a gravação”.

- Publicidade -

Além do mais, de acordo com o advogado, a conversa privada com seu cliente continha informações que não podiam parar nos autos, pois o réu teria confessado parcialmente os fatos que lhe foram imputados, ou seja, de que participava de uma organização criminosa até o ano de 2014, mas que teria saído do grupo para ficar no “seguro”, sendo que, segundo a defesa, o processo não possuía prova alguma sobre isso.

Ainda conforme declarações do advogado, “A acusação contra ele é justamente que ele participava de uma organização criminosa desde 2004, mas no processo não tem prova nenhuma de nada. A juíza reconheceu essa grave violação das minhas prerrogativas, mas a formação da convicção dela já foi formada por meio de uma prova ilícita”.

Leia mais:

STJ: prisão preventiva indevida pode servir de detração para outro processo


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

 

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Exame de DNA resolve caso de assassinato mais de 50 anos depois Justiça brasileira investigou Margarida Bonetti, mas nunca a encontrou Goleiro Bruno cria vaquinha online para pagar pensão Nova lei em Salvador define multa para quem assediar mulheres Justiça manda prender goleiro Bruno por não pagar pensão alimentícia