Noticias

Escola sofre ameaças e vandalismo: PM é chamada para intervir

A Escola Estadual Gabriel Monteiro da Silva, no Centro de Marília, São Paulo, amanheceu nesta sexta-feira (14), com o muro pichado contendo uma ameaça de ataque que supostamente viria a ser realizado no dia 20 de abril. A mensagem com erros de português diz: “massacre dia 20 às (sic) meio-dia. Assinado FXCerol.”

Leia mais:

24 anos do Massacre de Columbine: as lições aprendidas por Sue Klebold com seu filho atirador

Tribunal do Júri: O amor de um pai no banco dos réus

escola
Muro de escola estadual de Marília amanhece pichado com ameaça

Pais de alunos acionam a Polícia Militar após muro de escola amanhecer pichado com ameaça

A instituição de ensino está localizada na avenida Santo Antônio, uma via de grande fluxo de pessoas e veículos na região. Ao se depararem com os escritos, pais de alunos acionaram a Polícia Militar e cobraram uma ação preventiva nas escolas mesmo que não se trate de uma ameaça real.

A Polícia Civil também foi procurada para registro do Boletim de Ocorrência e informou que irá investigar o caso.

Após o ataque ocorrido na última semana na creche ‘Cantinho Bom Pastor’, em que um homem invadiu a instituição de ensino e matou crianças entre 4 e 7 anos de idade, várias escolas pelo Brasil estão sendo ameaçadas. Embora a maioria delas não sejam ameaças reais, o assunto gera pânico nos alunos e nos pais em razão dos últimos acontecimentos em diversos colégios do Brasil.

O Ministério da Justiça lançou, em parceria com a SaferNet Brasil um canal de denúncias para receber informações de casos suspeitos de ataques a instituições de ensino, basta acessar o endereço https://www.gov.br/mj/pt-br/escolasegura

Fonte: Marilia Notícias

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo