Noticias

Presos após 8/1, ex-comandantes da PMDF entram para reserva remunerada

Fábio Augusto Vieira e Klepter Rosa Gonçalves, ex-comandantes da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), presos por omissão no combate ao atentado à sede dos três poderes, no dia 8 de janeiro de 2023, foram transferidos para a reserva remunerada da corporação. A determinação foi publicada na edição desta quarta-feira, 31 de janeiro, do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

Além dos ex-comandantes presos, o coronel Reginaldo de Souza Leitão, que era chefe do Centro de Inteligência da PMDF na data, também recebeu a transferência. Segundo consta no documento, os policiais requereram passagem para a reserva remunerada em razão de terem cumprido o tempo mínimo no cargo estipulado por lei. Com isso, eles deverão ser “aposentados” no mesmo posto ou na mesma graduação, com proventos integrais em comparação ao que já recebiam no cargo.

Presos após 8/1, ex-comandantes da PMDF entram para reserva remunerada
Imagem: Joel Rodrigues e Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

Leia mais:

Mulher é presa por raptar filha que vivia em família acolhedora; entenda o caso

Jovem morre após ter relações com jogador do Corinthians; polícia investiga como morte suspeita

Salários dos ex-comandantes presos

Segundo a última remuneração do ex-comandante Fábio Augusto lançada no Portal da Transparência do DF, referente a novembro de 2023, o militar recebeu salário líquido de R$ 39.152,59 – valor total após descontos obrigatórios, mas com adicionais “eventuais” de R$ 21.199,96, que podem ser relativos à férias ou 13º, por exemplo.

Já em setembro de 2023, o salário total líquido foi de R$ 18.480,63. Em julho, quando teve mais benefícios, Fábio recebeu R$ 23.216,31.

Klepter Rosa Gonçalves, em novembro de 2023, teve salário líquido de R$ 39.955,27. Em setembro, R$ 19.282,73. Em março, R$ 23.249,14.

O que é reserva remunerada?

Reserva remunerada é uma situação na qual um policial militar é colocado após completar determinado tempo de serviço na corporação. Também conhecida como inatividade, a reserva remunerada é uma espécie de aposentadoria.

Denunciados por omissão no atendado de 8 de janeiro de 2023

Vieira, Klepter e outros cinco oficiais da PMDF foram presos em 18 de agosto após determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

As detenções atendem à denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) que aponta omissão por parte dos militares no combate aos ataques do 8 de Janeiro. Antes disso, Vieira já havia sido detido em investigações relativas aos atos golpistas. Ele foi detido em 10 de janeiro, mas deixou a prisão dias depois, em 3 de fevereiro.

Fonte: Metrópoles

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo