- Publicidade -

Ex-prefeito é condenado por crimes contra pacientes em consultório

- Publicidade -

O ex-prefeito de Uruburetama, José Hilson de Paiva, foi condenado a 12 (doze) anos de prisão por estupro de vulnerável contra pacientes, pelo magistrado Tiago Dias da Silva, da Vara Única da Comarca de Cruz.

- Publicidade -

Crimes praticados contra pacientes

O caso foi trazido à tona no dia 14 de julho de 2019 pelo programa Fantástico, que ensejou uma investigação policial. O acusado atuava como médico quando praticou os crimes e gravava as ocasiões em seus consultórios nas cidades de Cruz e Uruburetama, no interior do Ceará.

Ainda em  julho de 2019, José Hilson foi impedido de exercer a medicina e teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Uruburetama. Ele também chegou a ser preso no ano de 2019, mas foi solto em 2020, por ser integrante do grupo de risco da pandemia do novo coronavírus, encontrando-se, desde então, em prisão domiciliar com monitoramento eletrônico.

Na condenação, pontuou o juiz:

- Publicidade -

Provou-se que o réu além de ter criado a situação que impediu a percepção sensorial e a resistência da vítima, posteriormente empregou força física ao manter a vítima naquela posição sem conseguir sair ou mexer-se.

Em sentença, a autoridade judicial também reconheceu a prescrição do crime de violação sexual mediante fraude, uma vez que José Hilson possuía mais de 70 (setenta) anos na publicação da sentença.

- Publicidade -

Outro ponto levantado na decisão foi em manter a prisão preventiva do réu, negando-lhe a possibilidade de recorrer em liberdade, uma vez que respondeu ao presente processo preso, cometeu crime que revela periculosidade social e propensão para a reiteração criminosa”.

A defesa do ex-prefeito disse respeitar o “entendimento do magistrado quanto à compreensão da condenação, mas dele iremos apelar ao Tribunal de Justiça e confiamos na reforma dessa decisão”.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

- Publicidade -

Leia mais:

Saiba como aumentar a chance de revogar uma prisão


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais